Agronegócio

Instituto Federal propõe convênio de cooperação com Emater/RS-Ascar para ações técnico-científico

O IFRS - campus Ibirubá, propôs nesta terça-feira (27/06), em Ibirubá, Convênio de Cooperação com a Emater/RS-Ascar.
Por:
752 acessos

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) - campus Ibirubá, propôs nesta terça-feira (27/06), em Ibirubá, Convênio de Cooperação com a Emater/RS-Ascar. O objetivo é formalizar o apoio técnico-científico que, em certa medida, já vem ocorrendo na prática entre as duas instituições. Áreas de interesse mútuo, como apicultura, plantas medicinais e conservação do solo devem ser beneficiadas pela iniciativa. 

"O presidente da Emater (Clair Kuhn), esteve visitando o Instituído, em Ibirubá, e havia feito essa articulação", disse o gerente da Emater/RS-Ascar da região administrativa de Ijuí, Carlos Turra. Ainda de acordo com Turra, a cooperação técnico-científico está em sintonia com o foco da Emater/RS-Ascar, que é contribuir para a pesquisa aplicada, o desenvolvimento tecnológico e inovações. "Todos serão beneficiados, principalmente os agricultores familiares", resumiu o gerente regional. 

Os professores do IFRS-campus Ibirubá, Luis Cláudio Gubert e Bem-Hur Costa de Campos, destacaram os benefícios para os estudantes do ensino técnico, graduação, pós-graduação e extensão. A expectativa é que as ações possam ser planejadas e executadas em conjunto, aprimorando as atividades de extensão rural de ambas as instituições.

Também participaram do encontro em Ibirubá a supervisora da microrregião administrativa da Emater/RS-Ascar de Cruz Alta, Monique Chaves, e equipe local de extensionistas da Instituição: Aline Deutsch, Daniela Klos Zdanski, Miria Durigon, Oneide Kumm e Reni Wohlmuth dos Santos.


O Instituto
O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) é uma instituição federal de ensino público e gratuito que possui 17 campi: Bento Gonçalves, Canoas, Caxias do Sul, Erechim, Farroupilha, Feliz, Ibirubá, Osório, Porto Alegre, Restinga (Porto Alegre), Rio Grande e Sertão e, em processo de implantação: Alvorada, Rolante, Vacaria, Veranópolis e Viamão. A Reitoria é sediada em Bento Gonçalves.

Atualmente, o IFRS está entre os dez maiores institutos federais do Brasil em número de alunos e servidores: são aproximadamente 15 mil alunos, 840 professores e 840 técnicos-administrativos. São 180 opções de cursos técnicos e superiores. Oferece também cursos de pós-graduação e dos programas do governo federal Mulheres Mil, Proeja e Formação Inicial Continuada (FIC). 

Em dezembro de 2015, o IFRS foi o quarto melhor classificado entre os institutos federais do país, no conceito médio da graduação, em ranking nacional do Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC). O indicador refere-se à avaliação do ano de 2014 e foi calculado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) do Ministério da Educação (MEC). 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink