Instituto Mineiro de Agropecuária reforça fiscalização de agrotóxicos em 2011
CI
Agronegócio

Instituto Mineiro de Agropecuária reforça fiscalização de agrotóxicos em 2011

Atualmente, Minas conta com 53 Postos de Recebimento e 11 centrais
Por:
Com o objetivo de assegurar uma comercialização e utilização racional de agrotóxicos em Minas Gerais e de manter a saúde pública e do meio ambiente, o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) ao longo de 2011 realizou 5.456 fiscalizações de agrotóxicos nas propriedades rurais mineiras. Além disso, 3.725 estabelecimentos comerciais e 258 prestadoras de serviço de aplicação de agrotóxicos foram fiscalizados. De janeiro a novembro, foram apreendidos 48.695 litros e 13.066 quilos de produtos agrotóxicos.


Cabe ao IMA fiscalizar o comércio, transporte, armazenamento e uso de agrotóxicos, além da devolução de embalagens vazias desses produtos em Minas. Esse conjunto de ações tem o objetivo de assegurar, além do uso seguro de agrotóxicos, os cuidados com a saúde dos aplicadores do produto, com o meio ambiente e com a segurança alimentar, através da oferta de produtos mais saudáveis na mesa do consumidor mineiro.

O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, explica que os efeitos do uso irregular de agrotóxicos podem ser desastrosos para a saúde, para o meio ambiente e agricultura. “Preocupados com o ambiente e com a saúde das pessoas que trabalham com essas substâncias químicas, bem como do consumidor final, vamos continuar as operações de rotina da esfera de agrotóxicos em estabelecimentos comerciais e nas propriedades rurais”, afirma.


As fiscalizações se intensificaram nos últimos anos, resultando em uma maior conscientização dos vendedores e compradores de agrotóxicos de todo o Estado. “As irregularidades vêm diminuindo por causa das fiscalizações que são constantes. Estamos combatendo o uso indevido e o comércio ilegal”, ressalta Altino.

O registro no Instituto é obrigatório para todo estabelecimento comercial, industrial, armazenador e prestador de serviço de aplicação de agrotóxico. Atualmente, existem 994 estabelecimentos comerciais de agrotóxicos, 122 prestadores de serviços de aplicação de agrotóxicos e 32 armazenadores de agrotóxicos registrados no estado de Minas Gerais.


Devolução de Embalagens de Agrotóxicos

Após a utilização do agrotóxico a embalagem deve ser lavada três vezes (tríplice lavagem) e inutilizada com perfurações no fundo do frasco. Também deve ser armazenada em local apropriado até que seja devolvida no prazo de um ano a uma unidade de recebimento indicada pelo estabelecimento onde foi adquirido o agrotóxico, tais procedimentos também são verificados pelo IMA durante as fiscalizações nas propriedades rurais.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias (Inpev), Minas Gerais recolheu de janeiro a novembro de 2011 um total de 2.581.292 quilos de embalagens vazias de agrotóxicos que poderiam causar impactos negativos ao meio ambiente. É o 6º estado do Brasil que mais retirou e destinou corretamente as embalagens desses produtos no campo.


Nas unidades de recebimento (postos e centrais) administradas pelo Inpev, as embalagens são separadas, avaliadas e enviadas para a incineração ou reciclagem. Atualmente, Minas conta com 53 Postos de Recebimento e 11 centrais.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.