Integração Lavoura-Pecuária é discutida em workshop na Faeg

Agronegócio

Integração Lavoura-Pecuária é discutida em workshop na Faeg

Estão programadas palestras sobre benefícios ambientais gerados pela Integração Lavoura–Pecuária no Sistema Plantio Direto
Por: -Giuliano
2 acessos

A Fundação Casa do Cerrado e a Superintendência Federal de Agricultura no Estado de Goiás – em parceria com a Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg) - realizarão o Workshop Integração Lavoura-Pecuária nesta terça-feira (12-06), das 8h às 18h, no auditório da Faeg.

Estão programadas palestras sobre benefícios ambientais gerados pela Integração Lavoura–Pecuária (ILP) no Sistema Plantio Direto, a ser ministrada John Landers, representante da Associação de Plantio Direto do Cerrado (APDC) de Brasília. Serão expostos os resultados de experiências de pesquisa com a ILP em Goiás, pela Embrapa, Agenciarural e Universidade Federal de Goiás (UFG).

Produtores que trabalham com o sistema farão relatos sobre seus trabalhos, dentre eles, Ricardo Merola proprietário da Fazenda Santa Fé, em Santa Helena de Goiás (GO), Macel Caixeta proprietário da Fazenda Vagem e Bicas, em Vianópolis (GO), Wilson Gonçalves proprietário da Fazenda Macaé, em Luziânia (GO) e produtores de leite indicados pela Agenciarural.

Na parte da tarde, será realizada uma mesa redonda com o objetivo de identificar os gargalos, as demandas de pesquisa e de difusão, crédito rural e estratégias para solução de problemas. O evento é voltado para técnicos e produtores que trabalham ou têm interesse em implantar projetos de Integração Lavoura-Pecuária.

O tema Integração Lavoura-Pecuária-Silvicultura (ILPS) também será discutido no evento. Trata-se de um sistema produtivo de grãos, leite, carne e madeira, implantados numa mesma área, em consórcio, em rotação ou em sucessão. Envolve o plantio de grãos e florestas, e a implantação ou recuperação de pastagens.

A questão das linhas de financiamento para projetos de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) também entrará para a discussão. Para esses projetos há linha de crédito especifica o Prolapec, via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) operada por todos os agentes financeiros da rede oficial e privada que aplicam recursos do BNDES. As informações são da assessoria e imprensa da Faeg.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink