Intercâmbio Brasil e Europa

Agronegócio

Intercâmbio Brasil e Europa

Cotonicultores brasileiros participam de viagem técnica
Por:
1040 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.

Cotonicultores brasileiros participam de viagem técnica da Bayer CropScience para troca de informações e conhecimento com os líderes da estratégia mundial da Bayer 
 
A Bayer CropScience, líder na cultura de algodão no Brasil, leva produtores e representantes de associações algodoeiras nacionais para um tour de conhecimento sobre o setor na Europa. A viagem técnica acontece até 16 de agosto, nas cidades de Gent (Bélgica), Duesseldorf e Frankfurt (Alemanha). O objetivo é estreitar os laços da empresa com alguns dos principais stakeholders do mercado de algodão e promover o compartilhamento de conhecimento.

“Esta é uma viagem, acima de tudo, científica. Os participantes conhecerão as tecnologias e entenderão todo processo de desenvolvimento de traits, além do tempo de pesquisa necessário para o desenvolvimento de soluções inovadoras que trazem mais rendimento por área aos produtores brasileiros de algodão”, explica Marcus Lawder, gerente de Marketing Estratégico Sementes de Algodão da Bayer CropScience.

O Brasil é um dos cinco maiores produtores mundiais, ao lado de países como China, Índia, EUA e Paquistão, com uma produção superior a 1,6 milhões de toneladas na safra 2013/14. Um cenário positivo, que no passado contou com a expressiva colaboração da Bayer CropScience para se transformar. Por meio de estudos de melhoramento genético da pluma, a empresa desenvolveu a terceira geração da genética FiberMax®, totalmente nacional e com alta qualidade e excelente rendimento de fibra. O resultado se tornou público com o lançamento das três novas variedades com tecnologia TwinLink®, solução da empresa aos cotonicultores.

Para dar continuidade a este importante trabalho, a Bayer preparou atividades e reuniões para a troca de informações com os principais líderes da estratégia da companhia. Nestes encontros serão apresentadas tecnologias que ajudam o cotonicultor a produzir ainda mais. “O foco estará no conhecimento e investimento em métodos e inovações para a cultura do algodão nos próximos anos. Queremos mostrar o quanto o Brasil ainda pode crescer no cultivo e as soluções que a empresa dispõe para alavancar este aumento de rendimento por área”, diz Lawder.

Participam da viagem 15 representantes das principais associações que reúnem produtores em estados-chave para a cotonicultura como Bahia, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Goiás, Piauí, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, do presidente da ABRAPA (Associação Brasileira de Algodão), além de importantes produtores da pluma. “Juntos, em termos de área de algodão, eles representam 20% da área plantada do Brasil”, enumera Lawder.

Essa iniciativa faz parte da proposta da Bayer CropScience em somar informações que agreguem valor aos seus clientes. A empresa tem atuado na cotonicultura com uma plataforma que inclui a oferta de sementes, produtos para proteção de cultivos, tecnologias e serviços. “Nós sabemos que nossa atuação tem influência direta sobre a produtividade, então traçamos caminhos e convidamos os agricultores a irem além, o papel da Bayer é propor o desafio, mas também temos oferecido soluções”, completa Marcus Lawder.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink