IPCA: frango e ovo na inflação de 16 capitais em 2018

Frango

IPCA: frango e ovo na inflação de 16 capitais em 2018

Em 2018, frente a uma inflação IPCA que o IBGE estimou ter ficado em 3,75%, o frango inteiro registrou ganho de 0,33 ponto percentual
Por:
46 acessos

Em 2018, frente a uma inflação (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA) que o IBGE estimou ter ficado em 3,75%, o frango inteiro registrou ganho de 0,33 ponto percentual (variação de 4,08% no ano), enquanto para os cortes de frango o ganho foi de 2,69 pontos percentuais (variação próxima de 6,5%). Já o ovo sofreu deflação de 4,03% no ano, registrando preço médio que ficou quase 8 pontos percentuais aquém da inflação.

Entre as 16 capitais (e respectivas regiões metropolitanas) pesquisadas pelo IBGE, somente em duas o preço da carne de frango recuou no ano: em Belém, com o frango inteiro: e em Campo Grande, com os cortes de frango. Por sua vez, o preço do ovo registrou evolução positiva (mas abaixo da inflação) somente no Distrito Federal e em Salvador.

Notar que esses índices se aplicam aos preços pagos pelos consumidores nessas 16 capitais. Assim, por exemplo, em São Paulo, onde o frango inteiro registrou variação de quase 5%, o preço recebido pelos abatedouros pelo produto resfriado aumentou entre 3,7% e 3,9% conforme a venda no pequeno, médio ou grande atacado paulistano. E se, na capital dos paulistas, o preço do ovo recuou apenas 0,15%, entre os produtores do estado sofreu queda superior a 20%.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink