Irga premia produtores de Mostardas/RS durante seminário

Agronegócio

Irga premia produtores de Mostardas/RS durante seminário

O casal de produtores, Luiz Terra e Fernanda Terra, recebem o Selo Ambiental do presidente do Irga, Claudio Pereira
Por: -Joana
3404 acessos
Mostardas – O Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), premiou na tarde de sexta-feira (27), no Auditório Municipal Mathias Azambuja Velho, dois produtores de Mostardas, Luiz Carlos Cardoso Terra, de Passo do Mina e Edgardo Marques da Rocha Velho, da Fazenda Ranchinho. Os arrozeiros receberam o Selo Ambiental da Lavoura de Arroz Irrigado do Rio Grande do Sul – safra 2010/2011 das mãos do presidente do Irga, Claudio Pereira. A solenidade aconteceu durante o 5º Seminário do Arroz, promovido pela Associação dos Arrozeiros de Mostardas e Tavares.

Segundo o presidente, o evento é fundamental para difundir tecnologias e estimular o produtor a buscar novas informações de acordo com as práticas ambientalmente corretas para a lavoura e a propriedade rural.

O arrozeiro Luiz Terra é engenheiro agrônomo e trabalha junto com sua esposa, a engenheira agrônoma, Fernanda Terra. Conforme eles, receber o Selo Ambiental, significa um aprendizado de mudança e de postura social e ambiental, além da garantia de promover maior qualidade ao alimento produzido. Para concorrer ao Selo e receber a certificação, Luiz alerta para a mudança de práticas, além da conscientização de uma educação ambiental. “Há possibilidade de crescimento e a sustentabilidade não concorre com a produtividade”, afirmou. “Os treinamentos e cursos promovidos pelo Irga, como o de Adequação Ambiental e Manejo Integrado do Cultivo do Arroz (Mica), foram importantes para a quebra de paradigmas”, afirmaram os produtores. "Nós, apenas, colocamos em prática o que aprendemos nesses cursos".

Para Edgardo Velho, que recebeu o Selo pela segunda vez consecutiva, a certificação é um reconhecimento ao uso das práticas de acordo com a legislação ambiental. “É um processo de conscientização ambiental e mudança de postura e ações relacionadas ao meio ambiente, como a reciclagem do lixo e o destino das embalagens”, destacou. Edgardo disse que obteve 20% em aumento de produtividade, após a adoção dessas práticas.

Participaram do seminário o prefeito de Mostardas, Marne Mateus Vitorino, o prefeito de Tavares e conselheiro do Irga, Flávio Souza, técnicos, agricultores, pesquisadores e representantes de entidades ligadas ao setor.

As informações são da assessoria de imprensa do Irga

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink