JBS enfrenta problemas com confirmação de Covid-19
CI
Imagem: Pixabay
EUA E BRASIL

JBS enfrenta problemas com confirmação de Covid-19

A processadora fechou unidade no Colorado. Unidade de SC tem funcionários entre casos confirmados
Por:

A JBS USA vai fechar temporariamente a unidade de processamento de carne bovina em Greeley, no Estado do Colorado, até 24 de abril, informou a companhia na segunda-feira, 13. A medida faz parte dos esforços para apoiar a luta contra o coronavírus no Condado de Weld. A JBS é a maior empregadora do condado, com mais de 6 mil funcionários.

A unidade vai operar nos próximos dois dias com uma equipe reduzida para garantir que o produto existente na planta possa ser usado. A empresa disse que continuará pagando os membros de sua equipe durante o período em que a fábrica ficar fechada.

“Embora a unidade de carne bovina de Greeley seja crítica para o suprimento de alimentos dos EUA e para os produtores locais, a disseminação contínua de coronavírus no Condado de Weld exige uma ação decisiva”, disse em comunicado André Nogueira, CEO da JBS USA.

Até o momento, o Condado de Weld tem quase 740 casos da doença. A JBS USA disse que também vai fornecer recursos para a compra de equipamentos de proteção individual para socorristas e trabalhadores essenciais da cidade, pagar por testes para socorristas e doar US$ 90 mil à Greeley Personal Isolation Facility, uma instalação para abrigar pacientes em recuperação.

Além disso, informou que vai comprar 1 mil kits de teste para moradores de baixa renda do condado que não possuem plano de saúde.

Casos confirmado em funcionários de unidade catarinense

 A unidade da JBS em Ipumirim (SC) registrou dois casos de funcionários com covid-19, segundo informou a prefeitura de Concórdia. Eles estão internados na cidade, distante 33 quilômetros de Ipumirim. Procurada, a JBS não comentou e não confirmou os casos.

 A prefeitura de Ipumirim não confirmou se as pessoas contaminadas pelo novo coronavírus trabalham na JBS, mas o prefeito Volnei Antonio Schmidt publicou no site da prefeitura uma nota na terça, dia 13, falando de contaminações na cidade e pedindo a ajuda da população para prevenir o avanço da doença.

“Não é momento de pânico, mas é preciso cautela sim. Infelizmente, o vírus se instalou em nosso município (…). Todos estamos suscetíveis à infecção”, diz. Na nota, o prefeito afirma que “a administração está contatando gerentes das empresas locais para ouvir “quais ações poderão ser intensificadas a partir de agora para aumentar a proteção dos funcionário”.

Desde o início da crise do novo coronavírus, a JBS vem informando que caso um de seus colaboradores teste positivo para covid-19 “a empresa prestará imediato atendimento e total apoio a ele e seus familiares, até seu pronto restabelecimento”. A JBS tem dito ainda que, “nesse período, o colaborador será afastado de suas atividades”. Além disso, o protocolo para eventuais casos, segundo a empresa, inclui a total desinfecção das áreas comuns e do local em que o profissional trabalha.

A JBS também tem declarado que desde o início da covid-19 no Brasil toma “as medidas para garantir a máxima segurança e prevenção da saúde seus colaboradores”, seguindo as determinações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.