JBS não vê alívio relevante nos custos de grãos à frente

Grãos

JBS não vê alívio relevante nos custos de grãos à frente

JBS tem trabalhado para reduzir despesas gerais e administrativos para compensar a pressão de custos estruturais, notadamente de grãos
Por:
37 acessos

A JBS tem trabalhado para reduzir despesas gerais e administrativos para compensar a pressão de custos estruturais, notadamente de grãos, que a empresa vê em um patamar mais elevado que veio para ficar, de acordo com o diretor global de operações da companhia de alimentos, Gilberto Tomazoni.

“Na questão dos custos de grãos, não vamos ter, daqui para a frente, um arrefencimento muito grande, talvez uma queda de 7 a 10 por cento, não muito mais do que isso”, afirmou o executivo, em teleconferência sobre o resultado da companhia no primeiro trimestre, divulgado na véspera.

Em relação ao acordo de normalização de dívida com bancos no Brasil, anunciado também na segunda-feira, executivos da JBS destacaram que a previsão é de manutenção das condições dos contratos. “O acordo com bancos é preservação de linhas, não muda o perfil da dívida”, disse o presidente do conselho de administração e diretor de Relações com Investidores, Jeremiah O’Callaghan.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink