John Deere demite 200 funcionários
CI
Agronegócio

John Deere demite 200 funcionários

Crise internacional e cancelamento de pedidos levaram multinacional a rever projeções para 2009
Por:
A John Deere (JD) dispensou 200 funcionários da fábrica de colheitadeiras em Horizontina. A medida faz parte da estratégia da multinacional para conter os danos da crise financeira internacional e reflete o cancelamento recente de 300 pedidos. O gerente de Recursos Humanos da JD, Edinei Schemes, alega que o cenário foi agravado pela redução da safra devido à seca na Argentina. 'Tivemos que refazer nossos planos para 2009', admitiu. Com isso, a unidade de Horizontina – que hoje fabrica 17 máquinas por dia – terá sua produção ampliada para 20 unidades e não mais 24, como previsto anteriormente. A maior parte das dispensas faz parte de um grupo de 300 funcionários recém- admitidos e submetidos a treinamento nos últimos três meses. 'A empresa preparava-se para elevar produção em 30%. Agora, projeta 11%', indicou.
Hoje, às 8h30min, a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Metalúrgica de Horizontina estará reunida para avaliar a notícia. O presidente da entidade, Alcindo Kempfer, não descarta a realização de um manifesto em favor dos empregos na indústria de máquinas e implementos agrícolas. 'Tudo é reflexo da globalização. Com tanta gente especulando, isso não deve acabar bem', apontou Kempfer, que está pessimista em relação à situação dos funcionários. Segundo ele, para ajudar a indústria, o governo precisa apoiar a agricultura com crédito, redução de juros e recursos para exportação.
A crise também preocupa o Sindicato dos Metalúrgicos de Passo Fundo. Segundo o diretor financeiro da instituição Alcidir de Andrade, a Semeato não estaria renovando os contratos de experiência. 'Foram dispensados15 funcionários depois da crise', alegou. Procurada pela reportagem, a Semeato não se manifestou sobre o assunto.
O presidente do Simers, Claudio Bier, acredita que o caso é pontual e que os impactos da crise só devem ser sentidos em 2009. 'O resultado de 2008, mesmo com o cancelamento de alguns pedidos, já está assegurado com alta de 48%', frisou.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.