John Deere investe mais de R$ 2,2 milhões no Projeto Biomas

Agronegócio

John Deere investe mais de R$ 2,2 milhões no Projeto Biomas

Iniciativa busca garantir que o Brasil produza alimentos a preços baixos e alta qualidade e consiga, ao mesmo tempo, preservar seu patrimônio ambiental
Por: -Janice
313 acessos
Iniciativa busca garantir que o Brasil produza alimentos a preços baixos e alta qualidade e consiga, ao mesmo tempo, preservar seu patrimônio ambiental

Com o objetivo de participar cada vez mais do desenvolvimento de uma agricultura sustentável no Brasil, a John Deere anunciou nesta quarta-feira (08-06), em Brasília, investimentos de R$ 2,240 milhões no Projeto Bioma. O projeto é resultado de uma parceria da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que consiste em promover o desenvolvimento de trabalhos científicos e técnicas agronômicas sustentáveis nos seis biomas brasileiros: Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Pantanal e Pampa. Os investimentos serão aplicados ao longo dos próximos quatro anos.


Segundo Alfredo Miguel Neto, diretor de Assuntos Corporativos para América Latina, a participação da John Deere vem ao encontro da missão da companhia em oferecer tecnologias mais produtivas e sustentáveis à agricultura brasileira. “Diante do aumento da demanda global por alimentos, a John Deere trabalha na busca de tecnologias que permitam aos produtores obter maior produtividade, sustentar o crescimento da agricultura e preservar os recursos naturais”, comenta.


O Projeto Biomas vai estabelecer uma rede de experimentação de abrangência e porte inéditos no país. Serão instaladas unidades de demonstração tecnológica em todos os biomas, onde acontecerão estudos e pesquisas.

Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF)

Além do Biomas, a John Deere participa ativamente de outro programa tradicional para desenvolvimento de uma agricultura mais sustentável, com maior produção agropecuária e melhor preservação ambiental, o Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF). O projeto apresenta aos produtores, por meio de dias de campo, os benefícios sociais, ambientais e econômicos da rotação de culturas, com pastagens e plantio de espécies florestais. “A John Deere tem organizado uma série de eventos e encontros com os agricultores, o que permite a ampliação da transferência de tecnologia e conhecimento técnico-cientifico aos produtores rurais”, diz Miguel Neto.


As informações são da assessoria de imprensa da John Deere.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink