Jornada científica vai debater o papel do pesquisador do futuro

Pesquisa

Jornada científica vai debater o papel do pesquisador do futuro

Papel do pesquisador do futuro no setor da agropecuária vai concentrar os debates entre produtores rurais e pesquisadores na Jornada Científica
Por:
17 acessos

O papel do pesquisador do futuro no setor da agropecuária vai concentrar os debates entre produtores rurais e pesquisadores na Jornada Científica da Embrapa Meio-Norte, na sua quarta versão, nos dias nove e dez deste mês, em Teresina. Os debates vão acontecer durante a mesa redonda Agropecuária no Meio-Norte: a visão dos produtores de hoje para os pesquisadores do futuro, a partir das 14 horas do dia dez.

Moderada pelo pesquisador Eugênio Emérito Araújo, serão debatedores na mesa redonda Miguel Ítalo Cavalcante, produtor de galinhas do tipo canela-preta na região de Teresina; Jean de Pinho Mendes, produtor de frutas nos tabuleiros litorâneos, no município de Parnaíba; e Dino Sani Almeida, gerente da fazenda Celeiro Sementes, no município de Bom Jesus.

Três palestras também vão movimentar o evento, que será aberto às 8:30 horas do dia nove. O professor Vinícius Ponte Machado, da Universidade Federal do Piauí, abre o ciclo de palestras falando de Conceitos e aplicações em aprendizagem de máquinas. À tarde, a partir das 14 horas, o pesquisador Aderson Andrade Júnior, da Embrapa Meio-Norte,  falará sobre o O uso dos drones na agricultura.

Na quarta-feira 10, a partir das 8 horas, a professora Carla Eiras, da Universidade Federal do Piauí, fará a terceira e última palestra com o tema Nanotecnologia: do conceito ao mercado. A IV Jornada Científica da Embrapa Meio-Norte reúne 46 trabalhos entre resumos e pôsteres. Os trabalhos são de iniciação científica de estudantes de graduação, mestrado e doutorado que participam de projetos conduzidos por pesquisadores da Unidade.

Nos dois dias, o evento haverá  apresentação oral dos trabalhos e sessões de pôsteres. Oito fotografias participarão também de um concurso focando a criatividade na pesquisa científica. Duzentas e quarenta e nove pessoas entre estudantes, professores e pesquisadores estão inscritas,  segundo a coordenadora do evento, pesquisadora Teresa Viola.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink