Juquiá sedia II Festa da Pupunha e Agronegócios
CI
Agronegócio

Juquiá sedia II Festa da Pupunha e Agronegócios

Receitas deliciosas à base de palmito pupunha serão saboreadas durante o evento
Por: -Silvano
A II Festa da Pupunha e Agronegócios de Juquiá celebrará entre os dias 16 a 19 a identidade agrícola da região. Além da pupunha, serão expostos os principais segmentos produtivos do Vale do Ribeira, como bananicultura, piscicultura, apicultura, plantas ornamentais olerícolas (cultura de legumes, folhosas) e pecuária leiteira. O evento é realizado pelo Sebrae-SP e pela Prefeitura de Juquiá.

Apoiar o desenvolvimento da cadeia da pupunha de forma sustentável no Vale do Ribeira é um dos principais objetivos do Escritório do Sebrae-SP na região, que vem trabalhando com alguns grupos de produtores. “Identificamos grandes gargalos no desenvolvimento sustentável da cadeia: falta de informação técnica do produtor, desorganização da cadeia produtiva e concorrência desleal no mercado industrializado”, explica a analista do Sebrae-SP, Cláudia Noemi Gervásio Bilche.

No Vale do Ribeira a pupunha vem sendo introduzida na merenda escolar de Juquiá, conforme informa a Prefeitura, e na alimentação de bovinos e bubalinos. A região é uma das maiores produtoras de palmito pupunha do País e tem ganhado expressão nacional colaborando para o crescimento da produção das palmeiras cultivadas, valorizando a imagem de palmito ecológico por não depender da extração ilegal. Esta proposta promove impacto social, possibilitando a geração de emprego e renda.

“O plantio da palmeira pupunha é uma excelente alternativa econômica para os agricultores da região, por conta do clima propício, regime de chuva adequado e a existência de solos já abertos, não havendo necessidade de desmatamento da Mata Atlântica para plantio. Além disso, a proximidade de grandes centros consumidores e a existência na região de indústrias de processamento de palmito em conserva, de produtores de mudas, fornecedores de sementes e insumos, são pontos fortes para o desenvolvimento desta cadeia”, diz Cláudia.

O evento pretende aproximar os elos da cadeia produtiva para criar oportunidade de negócios, gerando um ambiente favorável para comercialização dos produtos, seja in-natura ou industrializados. “A ideia é expor os atributos positivos do cultivo da pupunha para que a sociedade possa optar pela compra de produtos ambientalmente corretos, contribuindo com a diminuição do extrativismo”.

Durante a festa haverá um ciclo de palestras para os produtores rurais, exposições das principais cadeias produtivas e segmentos produtivos da região, além de rodeio. O público poderá aprender mais sobre esta palmeira capaz de produzir palmito, papel, ração animal, óleo e farinha, entre outros.

Será possível conhecer mais sobre uma iguaria da culinária brasileira muito apreciada pela alta gastronomia mundial, experimentar e saborear receitas deliciosas, todas feitas à base de palmito pupunha. Pupunha assada, arroz de pupunha, um dos mais procurados na edição anterior da festa, torta e bolinho de pupunha, além da pizza de pupunha, sopa de pupunha com feijão e a porção de pupunha em conserva devem conquistar paladares. Além de receitas criadas a partir da pupunha, a proposta é mostrar as diversas formas de inserir este produto em pratos já conhecidos.

A II Festa da Pupunha e Agronegócios de Juquiá conta com apoio da Cooperativa dos Produtores da Agricultura Familiar de Juquiá e Adjacências (Coopafarga), Associação dos Produtores Familiares do Bairro Ribeirão Grande e Adjacências (Apafarga), Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (CATI) - Secretaria de Agricultura Paulista, Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo (FAESP), Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Sindicato Rural de Juquiá.

Programação

Dia 16

16h – Palestra sobre Boas Práticas na Manipulação de Alimento (José Henrique Gorla da Silva - Médico Veterinário do Departamento de Agricultura de Juquiá)
17h30 - Café
18h - Palestra sobre Olerícolas e Palmito Pupunha Minimamente Processados (Prof. Dr. Marcelo Vieira Ferraz - Unesp).

Dia 17

8h às 16h - Curso: Aproveitamento dos Produtos da Agricultura Familiar (Engenheira agrônoma Elizete Taira Matsukawa – CATI)
16h - Manejo da Lavoura de Pupunha – Nutrição, Adubação e Manejo de Pragas e Doenças (Engenheiro Agrônomo Eduardo Zan – CATI)
17h30 - Café
18h - Palestra sobre MEI - Micro Empreendedor Individual (Roberto Nunes Pupo, analista do Sebrae-SP)

Dia 18

8h às 16h - Dia de Campo - Corte do palmito pupunha (Com o empresário rural Mercê Hojeije)
16h - Aproveitamento de resíduos de palmito pupunha na alimentação de bovinos e bubalinos (Zootecnista José Evandro de Moraes, pesquisador da Apta/Vale do Ribeira).
18h – Casos de Sucesso do Programa Proleite (com José Arnaldo, do Sindicato Rural de Juquiá)
 
As informações são da assessoria de imprensa do Sebrae-SP

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink