Justiça aperta o cerco no caso Doux
CI
Agronegócio

Justiça aperta o cerco no caso Doux

Por:
Com crédito que ultrapassa R$ 2 milhões junto à Doux Frangosul, 13 suinocultores gaúchos obtiveram liminar junto à Justiça de Montenegro que lhes concede a posse das matrizes enquanto a empresa não normalizar os pagamentos atrasados há cinco meses. Pelo contrato, as fêmeas são cedidas aos integrados em comodato. Segundo o advogado Evandro Quadros, a expectativa é que a multinacional se disponha a negociar o débito nos próximos 30 dias, caso contrário eles entrarão com nova ação judicial. Segundo o presidente da Acsurs, Valdecir Folador, não houve outra alternativa. "Os produtores precisavam de uma garantia real para receber a dívida", pontuou. A Doux informa que "até o momento não foi citada oficialmente pela Justiça".


Ontem, em reunião no Ministério Público do RS, a empresa comprometeu-se a acelerar o pagamento de 2 mil integrados, que estão há 160 dias sem receber. O diretor da Doux, Aristides Vogt, deu explicações e ficou de apresentar esclarecimentos por escrito que podem dar origem a um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC). O presidente da Fetag, Elton Weber, classificou a reunião como "um passo a mais".

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.