Agronegócio

Justiça determina suspensão de atividade de laticínio envolvido na Queijo Compen$ado

Ainda foram deferidas quebra do sigilo bancário, fiscal e bloqueio de valores dos suspeitos de fraude
Por:
810 acessos

A Justiça determinou, em tutela provisória, a imediata suspensão das atividades de recebimento, industrialização e comercialização de produtos de empresa de laticínios, localizada no município de Constantina, bem como por parte das atividades dos suspeitos de fraude na Operação Queijo Compen$ado. Também foi determinada a imediata proibição de utilização dos imóveis localizados na Rua Argentina no município de Canoas, ou outro local qualquer, como depósito clandestino dos demandados para armazenamento de produtos lácteos, sob pena de multa no valor de R$ 500 mil por hipótese de incidência.

A ação, assinada pelo Promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, foi proposta, dentre outros motivos, pela inércia do Serviço de Inspeção Municipal de Constantina (SIM) em adotar medidas imediatas que inibissem de forma mais eficaz a continuidade das fraudes verificadas por ocasião do desencadeamento da terceira fase da operação.

Ainda foram deferidas a quebra do sigilo bancário, fiscal e bloqueio de valores, bem como a indisponibilidade de bens imóveis e veículos dos demandados, a fim de evitar a dispersão do patrimônio e garantir a devida indenização aos consumidores. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink