Justiça suspenderá ações do Guaporé (RS)
CI
Agronegócio

Justiça suspenderá ações do Guaporé (RS)

Por:

Audiência judicial estabeleceu nova perspectiva sobre a possível instalação do Frigorífico Guaporé Carne em São Borja. O promotor Érico Barin confirma que todas as ações em andamento no município, relativas à compra da área para o frigorífico e envolvendo dirigentes do grupo empresarial serão suspensas por três meses. O prazo pode ser prorrogado por mais três meses, mas com a condição de que a implantação do frigorífico seja de fato realizada. "Não bastarão ações como terraplanagem ou anúncios da direção do Guaporé", ressalta Barin. Ontem, o prefeito Mariovane Weis iniciou articulações em Porto Alegre, Brasília e com a direção do Guaporé.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.