Kátia Abreu defende diálogo

Agronegócio

Kátia Abreu defende diálogo

Por:
186 acessos

A presidente da CNA, Kátia Abreu, afirmou que o preconceito contra os produtores rurais será vencido com diálogo, paciência e poder de convencimento. Ela esteve em Porto Alegre, Gramado e Alegrete na semana passada para apresentar, entre outros assuntos, o programa Escola do Pensamento Agropecuário, que terá lançamento oficial em novembro. "Acreditamos que a autoridade dos produtores só virá pela demonstração deste conhecimento. Não queremos autoritarismo, queremos autoridade por meio do reconhecimento de que nós contribuímos para a economia nacional de forma expressiva", afirmou a senadora durante o "Correio Rural".

O presidente da Farsul, Carlos Sperotto, elogiou a postura de Kátia à frente da CNA. Os presidentes das federações da Agricultura e Pecuária do Piauí, Mário Antônio Pereira de Borba, e do Ceará, José Ramos Torres de Melo Filho, destacaram a proposta da presidente de criar o programa "Com licença, eu vou à luta", em que as empreendedoras rurais terão capacitação em administração, legislação trabalhista e ambiental. "Quero apoiar este projeto para que, nas áreas complementares à produção, as mulheres possam trazer sua dedicação", destacou Melo Filho.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink