Kepler Weber constrói o maior silo dos Emirados Árabes no Porto de Jebel Ali


Agronegócio

Kepler Weber constrói o maior silo dos Emirados Árabes no Porto de Jebel Ali

Por: -Admin
86 acessos

Menos de uma semana após ser anunciado como um dos vencedores do Prêmio Exportação da ADVB/RS, o grupo Kepler Weber, de Panambi (380 km de Porto Alegre), fechou um negócio de US$ 3,06 milhões com a empresa Edible Oil Company, do grupo CAM, nos Emirados Árabes. O anúncio foi feito durante a Agrishow, maior feira brasileira de equipamentos para agribusiness, que ocorre em Ribeirão Preto.

Esta será a primeira exportação da companhia gaúcha para Dubai e representa a maior instalação de armazenagem daquele país. Trata-se de uma planta industrial para 60.000 toneladas de armazenagem em seis silos metálicos, com transportadores para recebimento de soja no Porto de Jebel Ali, situado cerca de 35 km de Dubai.

O fluxo de descarga do navio será de 600 ton/hora de soja e os transportadores para carga de navio de 400 tons/hora de farelo de soja. Fazem parte também do fornecimento os transportadores para alimentar a planta de óleo com capacidade de esmagamento de 2.000 ton/dia de soja e os transportadores para a carga e descarga do armazém de farelos de soja. A Kepler Weber fornecerá o sistema elétrico com automação (PLC) comandada desde uma central.

A Kepler Weber possui uma tradição em comércio exterior, até há pouco direcionada ao mercado latino-americano. A diversificação, através desta negociação, projeta a empresa para novos mercados. "Dubai poderá servir de importante vitrine para as vastas potencialidades do Oriente Médio com repercussão em todos os países árabes", acredita Othon de Abreu, diretor-presidente. "Estamos também reforçando uma das maiores virtudes da Kepler, que é de fornecimento de soluções completas para instalações tanto para o mercado interno como externo", disse ele.

Segundo o diretor comercial, Duílio De La Corte, a Kepler Weber está estruturada com escritórios de representação em todos os países latino-americanos, África do Sul e Singapura. A busca por novos mercados, conta ele, é um trabalho que demanda persistência e tempo. Dentro de um ano, a capacidade de exportação da Kepler será amplamente aumentada quando a nova unidade, localizada em Campo Grande (MS), estiver instalada e em operação. Este foi um investimento de R$ 85 milhões.

Dentro do seu projeto de diversificação, recentemente, a empresa fechou contrato com a CAM Ticaret - unidade de Estambul para o fornecimento de três silos metálicos modelo SG-105, com capacidade total de armazenagem de 30 mil toneladas de grãos (10 mil t/unidade), transportadores com 600 toneladas por hora de capacidade, além de estruturas metálicas.

Os silos serão construídos no porto da cidade de Derinci, num projeto que envolveu características especiais em seus cálculos estruturais já que a obra se localiza em zona sísmica nível 4. A tecnologia contra terremotos foi desenvolvida pela Kepler Weber, em conjunto com especialistas, incluindo as instalações elétricas da unidade.

A Bunge Gida Ticaret pertence à Bunge Limited, considerado o maior grupo esmagador de soja do mundo. A unidade em Derinci receberá soja e farelo de soja, com um fluxo de movimentação de 600 toneladas de grãos por hora e 250 toneladas de farelo de soja por hora. A indústria gaúcha concorreu diretamente com empresas americanas e européias, fornecedoras tradicionais da Turquia. Porém, o conceito de oferecer a solução completa ao cliente (turn-key), aliado ao projeto tecnicamente bem concebido, foram fatores decisivos na escolha do cliente.

Líder do mercado nacional e latino-americano e uma das 3 maiores do mundo no segmento, a Kepler Weber exporta seus produtos para 31 países. A estratégia da empresa é retomar sua performance histórica de exportar até 20% de seu faturamento, participação que hoje está em 15%. Somente na América Latina, são 18 representantes comerciais.

Com 78 anos, a serem completados no dia 12 deste mês, o Grupo Kepler Weber realizou sua primeira venda ao mercado externo em 1972, mas foram nos últimos três anos que a empresa expandiu os negócios externos com a conquista de novos mercados. Os números consolidados de 2002 indicam vendas equivalentes a US$ 11,7 milhões.

Em busca de novas e desafiadoras posições de mercado, o Grupo Kepler Weber passou por relevantes reestruturações, iniciadas em fevereiro de 1996 quando seu controle acionário foi adquirido por instituições de primeira linha do mercado financeiro e de investimentos da América Latina. Entre as instituições incluem-se o AERUS - Instituto Aerus de Seguridade Social; BB Administração de Ativos - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A; BB Banco de Investimento S.A.; PREVI - Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil; e SERPROS - Fundo Multipatrocinado.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink