La Niña retorna no fim do ano
CI
Imagem: Pixabay
ALERTA

La Niña retorna no fim do ano

Novas ondas de frio serão vistas até pelo menos meados de setembro
Por: -Eliza Maliszewski

As temperaturas do Oceano Pacífico estão próximas da média climatológica, por isso, atualmente, o cenário é de neutralidade em relação ao fenômeno El Niño. Em profundidade, uma bolha de água mais fria começa a ganhar força e, nos próximos meses, esta água mais fria vai emergir no Pacífico Leste. Por isso, a tendência é de que na primavera o Pacífico Equatorial volte a esfriar e termine o ano com um viés negativo, mais próximo de uma tendência de retorno da La Niña.

Segundo a Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (do inglês NOOA) anomalias negativas de temperatura subsuperficial persistiram em março de 2021. A partir de meados de março até o início de julho, as temperaturas subterrâneas estavam acima da média. Desde meados de maio as anomalias positivas de temperatura enfraqueceram. Anomalias negativas têm rapidamente fortalecido desde o início de julho.

Assim o El Niño neutro é favorecido durante o inverno do hemisfério Sul, enquanto La Niña é mais provável durante a primavera e verão 2021-22. As médias do modelo prevêem La Niña para emergir na primavera de 2021 e continue até o verão de 2021-22.

Previsão para o Sul do Brasil

De acordo com o Instituto Rio-Grandense do Arroz (Irga) o Rio Grande do Sul deve ter acumulado próximo da média histórica no trimestre agosto-setembro-outubro. No entanto, que a precipitação não será bem distribuída. O mês de outubro, por exemplo, será menos chuvoso que o normal. Além disso, a partir daí até o fim do ciclo do arroz, espera-se chuva abaixo da média no Estado. O frio com potencial para geadas será visto até meados de setembro, mas a temperatura deverá subir durante a semeadura.

Em setembro, estima-se acumulado entre 100mm e 150mm na maior parte do RS. Em outubro, a precipitação enfraquecerá sobre a maior parte das áreas produtoras com acumulado inferior aos 100mm. E a partir daí, a tendência será de chuva abaixo da média histórica até o fim do ciclo do arroz, no início de 2022.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.