Laboratório de tratamento de sementes terá equipamento para determinar com precisão a dosagem de produtos
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PRECISÃO

Laboratório de tratamento de sementes terá equipamento para determinar com precisão a dosagem de produtos

Aparelho realiza a cromatografia líquida de alta performance
Por:

A Syngenta doou um importante equipamento para compor a estrutura do primeiro laboratório dedicado à análise de ingredientes ativos do Centro-Oeste brasileiro, o BIOMAT. Fruto de uma parceria entre a APROSMAT (Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso) e o IMA-MT (Instituto Mato-Grossense do Algodão), o espaço foi construído em Rondonópolis (MT), e terá capacidade de realizar análises do teor de produtos, a princípio em sementes tratadas e, no futuro, também em formulações de defensivos agrícolas.

O aparelho cedido pela Syngenta é responsável por realizar a cromatografia líquida de alta performance (HPLC - High Performance Liquid Chromatography), com capacidade para determinar com precisão a dosagem de produtos em sementes tratadas tanto industrialmente quanto on farm. Além do equipamento, a empresa disponibilizou todo o suporte dos seus especialistas do Seedcare Institute da Syngenta para orientação e treinamento da equipe do BIOMAT, seguindo as metodologias de análise mais avançadas do setor. De acordo com José Veiga, Gerente do Seedcare Institute, o novo laboratório gera benefícios para a agricultura da região.

"O projeto do BIOMAT contribuirá muito para o aumento da qualidade do tratamento de sementes, não apenas do Mato Grosso, mas de todo o Centro-Oeste do país. Isso abre a possibilidade para que os produtores locais tenham uma comprovação mais ágil e eficaz das doses de ingredientes aplicadas no tratamento de sementes industrial, método muito seguro por ser realizado por profissionais treinados, com máquinas e aditivos adequados", destaca.

Segundo Veiga, o aparelho doado também permitirá ao agricultor verificar a dose usada no tratamento on farm e, se necessário, corrigir a quantidade utilizada. "O aumento da qualidade do tratamento de sementes melhora todo o quadro de segurança no campo, tanto para as pessoas envolvidas no processo de tratamento e plantio, quanto para o meio ambiente, além de ser uma alavanca de proteção da produtividade", ressalta.

Por esses motivos, o apoio da Syngenta ao projeto se conecta a um dos principais compromissos do seu Plano de Agricultura Sustentável: promover a saúde e a segurança dos trabalhadores do campo. Por meio do mesmo Plano, a empresa também se compromete a investir US$ 2 bilhões em agricultura sustentável até 2025, além de lançar duas tecnologias disruptivas a cada ano para auxiliar os produtores a enfrentar os desafios trazidos pelas mudanças climáticas.

O laboratório BIOMAT foi inaugurado na segunda-feira (30/11), na sede do IMA-MT. O objetivo do espaço, que conta com 100 metros quadrados, é agilizar e aumentar a qualidade dos processos de análise para os produtores de sementes de soja, milho e algodão da região. Até então, apenas em São Paulo era possível realizar este tipo de procedimento.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink