Laboratórios de pesquisa são atração do Iapar no Show Rural em Cascavel
CI
Agronegócio

Laboratórios de pesquisa são atração do Iapar no Show Rural em Cascavel

Visitante pode conferir o trabalho em laboratórios de biotecnologia
Por:
Visitante poderá conferir como é o trabalho em laboratórios de biotecnologia, nematóides e doenças de feijoeiro

Da ideia inicial até chegar ao campo, como é feito o trabalho de geração de novas tecnologias agrícolas? A resposta está em três laboratórios – biotecnologia, nematóides e mofo branco do feijoeiro – montados pelo Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) no Show Rural em Cascavel. “Quem vai ao evento busca inovações para tornar a propriedade mais produtiva. Mostraremos também como essas novidades são criadas em um centro de pesquisa”, diz o diretor de inovação e transferência de tecnologias, Marcos Valentin Martins.


O Iapar também participa com unidades de conservação do solo, agroecologia, mostra de variedades e, na área destinada à bovinocultura, com tecnologias para integração lavoura-pecuária.

No laboratório de biotecnologia estão as etapas da transformação genética, estratégias para resistência a doenças e produção de porta-enxertos de citros resistentes à seca. “Explicamos ao produtor a pesquisa com plantas geneticamente modificadas”, conta o pesquisador Eduardo Carlos Fermino.

A demanda do público do Show Rural levou o Iapar a montar o laboratório de nematóides. “No ano passado, os agricultores pediram informações e agora montamos uma unidade exclusiva sobre o assunto”, disse a pesquisadora Andressa Machado. Neste espaço, os especialistas mostram em detalhes os diferentes sintomas em plantas afetadas, para que o produtor aprenda a identificar a infestação na lavoura.


O Iapar também preparou um laboratório para mostrar aos produtores como identificar o mofo branco do feijoeiro, doença que provoca mais de 50% de perda nas lavouras de feijão do Paraná, de acordo com o pesquisador Valdir Lourenço Júnior.

A conservação do solo é um tema constante do Iapar no Show Rural. Nesta edição são usadas trincheiras (buracos de um metro de profundidade) para mostrar que o manejo correto do solo gera efeitos positivos no desenvolvimento das raízes das plantas.

Nesta unidade, o Iapar pretende reforçar a importância e a necessidade do uso de técnicas conhecidas e eficazes de manejo do solo. “Usando técnicas como plantio direto, terraço, plantas de cobertura e rotação de cultura o produtor certamente terá bons resultados”, salienta a pesquisadora Graziela Barbosa.

Agroecologia – O Iapar também mostra uma propriedade conduzida de acordo com os princípios da agricultura orgânica, em parceria entre a Secretaria da Agricultura do Paraná, Emater, Coopavel, Embrapa, Unioeste e Itaipu Binacional. Técnicos e pesquisadores esclarecem produtores em relação a diversidade e integração de atividades agropecuárias, adubação verde, bioconstruções, minhocário, plantas companheiras entre outros temas.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.