Lançada primeira cerveja feita com lúpulo brasileiro
CI
Imagem: Pixabay
NOVIDADE

Lançada primeira cerveja feita com lúpulo brasileiro

Lúpulo usado foi o primeiro a receber aval do Mapa
Por: -Leonardo Gottems

O Grupo Petrópolis, de Teresópolis (RJ), está apresentando a primeira cerveja feita com lúpulo brasileiro, plantado no Centro Cervejeiro da Serra, no mesmo município. A Black Princess Braza Hops é do estilo German Pils, tem corpo leve, cor dourada e espuma densa e intensa. 

O lúpulo utilizado na produção da Braza Hops foi o primeiro do país a obter o termo de conformidade emitido com o aval do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e o primeiro também a possuir nota fiscal de origem das plantas. “O diferencial do lúpulo produzido no Brasil é o frescor e o aroma. O importado, utilizado hoje no país pela maioria das cervejarias, tem normalmente um ano de colhido. Ter um lúpulo produzido ‘no quintal de casa’ é sempre vantajoso por uma série de fatores como, por exemplo, o terroir do local, que são as interações geofísicas daquela região somadas às suas crenças e cultura. Isso traz uma particularidade nobre para o cultivo, tornando-o único e gerando valor”, afirmou Diego Gomes, diretor industrial do Grupo Petrópolis. 

Na fazenda foram usados tecnologia de ponta de agricultura, mulching israelense (cobertura de solo), sistema de irrigação automatizado e adubação com insumos altamente solúveis. A equipe do Viveiro Ninkasi trabalha incansavelmente para a ‘tropicalização’ da planta, que é original do Hemisfério Norte, mas vem se adaptando bem ao clima da serra fluminense. 

“Não é exagero dizer que estamos fazendo história. Se até pouco tempo era improvável ter produção de lúpulo em grande escala no Brasil, após muito estudo e trabalho estamos vendo que é possível. Na última colheita, em março, tivemos a honra de receber na fazenda alguns alemães da região de Hallertau, na Baviera, maior área de plantio contínuo de lúpulo do mundo. Eles ficaram muito impressionados com a experiência da nossa colheita! Disseram estar relembrando a infância e recordando como é essa tradição na terra deles. Ficaram emocionados e nos agradeceram muito”, completou. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink