Lançamento da FENASUL 2011 será dia 10

Agronegócio

Lançamento da FENASUL 2011 será dia 10

Fenasul acontecerá entre 26 e 29 de maio
Por: -Joana
1967 acessos
O tradicional lançamento oficial da FENASUL, em sua sétima edição, acontecerá em almoço marcado para a terça feira, 10 de maio, com a presença do Governador do Estado, Tarso Genro, no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, em Porto Alegre, RS. Para este lançamento é esperada a presença de jornalistas, autoridades, dirigentes das associações e técnicos entre outros. Entre 26 a 29 de maio, o Parque Assis Brasil, em Esteio, RS, sediará a sétima edição da Feira Nacional de Agronegócios do Sul- FENASUL e a 34º EXPOLEITE, que ao longo dos anos vem fortalecendo a imagem do maior evento do setor do outono gaúcho. A promoção é do Governo do Estado do Rio Grande do Sul em parceria com a Associação dos Criadores de Gado Holandês do Rio Grande do Sul.

Por sugestão do próprio Governador Tarso Genro, o lançamento da Fenasul 2011 ganhou nova dimensão com a inclusão na pauta do tema “Cadeia Leiteira”. O Governador solicitou para a Gadolando uma apresentação da situação do segmento leite no Estado abrindo a discussão com a presença no local de produtores de várias regiões do Rio Grande do Sul, representantes das indústrias, cooperativas e empresários ligados ao segmento.
Com base neste levantamento da situação solicitado para a Gadolando, e ouvindo as reivindicações e principais dificuldades, o Governador pretende incorporar medidas no projeto de Governo.

Esta apresentação ficará a cargo do médico veterinário Vitor Hugo Martinez Pereira, presidente do Conselho Técnico da Gadolando. Com base em números ele irá mapear a atual situação do Rio Grande do Sul em relação ao tema leite. Mostrará o ganho de posições do RS em relação à produção de outros Estados e o expressivo crescimento das plantas industriais em solo gaúcho. Também identificará algumas dificuldades do segmento.

O palestrante aponta o foco de sua palestra:
1. Panorama geral do leite no Estado, demonstrando o crescimento da produção e industrialização do leite no RS e também a agregação social promovida pela extensa cadeia do leite.
2. Assinalar gargalos e dificuldades da cadeia que atrapalham o desenvolvimento pleno.
Aspectos conjunturais e estruturais.
As informações são de assessoria de imprensa

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink