Lavouras de inverno impulsionam reação na produção de grãos do PR

Agronegócio

Lavouras de inverno impulsionam reação na produção de grãos do PR

As culturas do trigo, aveia e cevada são as responsáveis pelo aquecimento na expectativa de produção
Por:
873 acessos
Após vários meses de queda, a produção agrícola no Paraná começa a reagir, impulsionada pelo bom desenvolvimento das lavouras de inverno. Levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) da produção do mês de julho mostra crescimento na projeção da safra 2008/09. A expectativa saltou de 25,06 milhões de toneladas, em junho, para 25,53 milhões de toneladas em julho, um aumento de 470 mil toneladas de grãos. O levantamento foi divulgado nesta quinta-feira (6).

Com os novos dados, a participação paranaense na produção nacional de grãos salta de 18,8% para 19%, informa o IBGE. O secretário da Agricultura e do Abastecimento, Valter Bianchini, explicou que a chuva beneficiou e desenvolveu as lavouras de inverno, apesar de aumentar alguns custos e os ataques de fungos nas plantações de trigo. “Se as chuvas se reduzirem de agora em diante, como se prevê, o Paraná deverá colher uma boa produção de inverno, com grãos de qualidade”, disse Bianchini.

As culturas do trigo, aveia e cevada são as responsáveis pelo aquecimento na expectativa de produção. Além disso, houve uma reavaliação positiva das culturas do milho de segunda safra e feijão de terceira safra. “À medida que a colheita chega ao fim, as culturas vão sendo reavaliadas”, explicou o diretor do Departamento de Economia Rural da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento (Deral), Francisco Carlos Simioni.

As chuvas voltaram a regularizar o plantio e o desenvolvimento das lavouras. O trigo tem uma perspectiva ainda maior de crescimento da produção, passando de 3,25 milhões de toneladas, em junho, para 3,37 milhões de toneladas, em julho. Se esse volume for concretizado, ficará 10% acima da produção do ano passado no Paraná, que foi de 3,07 milhões de toneladas.

A cultura de cevada também se beneficia das chuvas. A previsão do IBGE aponta para uma colheita de 165.047 toneladas no Paraná, 10,7% acima da produção de 2008 — 149.073 toneladas. A expectativa de produção de aveia salta 30%, das 91.230 toneladas colhidas no ano passado para uma projeção de 119.361 toneladas na safra 2008/09.

O milho de segunda safra foi reavaliado pelo IBGE, que constatou aumento de 175.201 toneladas em relação à previsão feita em junho. Isso se deve ao período final de colheita, quando é normal a constatação de que as perdas são menores do que as expectativas feitas. A produção estimada, que era de 4,58 milhões de toneladas em junho, avançou para 4,76 milhões de toneladas em julho.

O feijão de terceira safra cultivado no Paraná, cuja colheita está se encerrando, produziu 10,4% acima em relação ao mesmo período do ano passado. O volume colhido é de 7.436 toneladas, ante 6.734 toneladas em 2008.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink