Leilões da Expoinel MS faturaram R$ 7,8 milhões

Agronegócio

Leilões da Expoinel MS faturaram R$ 7,8 milhões

Por: -Admin
3 acessos

A Expoinel MS fez negócios de R$ 7.846.603,20, com seus oito leilões, realizados de 15 a 21 de novembro. Isso sem contar com R$ 1 milhão já movimentados na organização da feira, nem com negócios de estandes. A perspectiva da organização era de negócios totais de R$ 10 milhões. Ao todo foram vendidos 615 animais, entre machos, fêmeas, embriões e mesmo os que foram arrematados parcialmente. As informações são da assessoria de imprensa do evento.

A Exposição do Nelore ocorreu no Parque de Exposições Laucídio Coelho, em Campo Grande, mas o primeiro certame foi na fazenda Santa Mônica Genetron, de Aluízio Lessa Coelho, na saída para São Paulo. Além do Leilão Exposhop Genetron, que atingiu faturamento de R$ 1.345.400,00, o Exposhop se prolongou durante toda a semana da Expoinel MS, somando outros R$ 346.560,00 aos negócios.

O segundo certame, promovido no dia 16 pelo pecuarista Levy Dias, da Estância Jeroá, arrecadou outros R$ 667.797,20. Na terceira noite de leilões o sucesso ficou por conta do Leilão Especial Firmasa e Convidados, que vendeu 26 animais por R$ 666,4 mil.

No dia 18, Marco Iatauro, da Pecuária Novo Horizonte e seus convidados levaram à pista 27 animais de alto padrão e faturaram R$ 616.260,00, com a venda dos bovinos e embriões.

O dia 19 teve dois certames. O primeiro, beneficente, Leilão Nelore MS, vendeu 146 animais e arrecadou R$ 148.386,00. De noite os animais de elite invadiram o tatersal, no Leilão Cícero de Souza e Convidados, e levantaram negócios de R$ 1.584.800,00, o segundo maior faturamento da Expoinel MS. As 41 prenhezes ofertadas por Camil Jamil Georges no sábado, 20 de novembro, também geraram grandes disputas, ventres que renderam R$ 830.200,00.

Fechando com chave de ouro, no domingo, 21 de novembro, o Leilão do Totó faturou R$ 1.640.800, fazendo uma média de R$ 31,5 mil para cada um dos 52 animais ofertados. O lote de maior cotação, vendido por Ari Braz Dias, foi a Oasse da CB TE, com 38 meses. O animal atingiu o maior valor da Exposição: R$ 309,4 mil. Quem levou foi também um dos grandes vendedores, o pecuarista Cícero de Souza. O Leilão do Totó contou com 32 ilustres convidados e começou ao meio dia de domingo, quando foi encerrada a Expoinel. ³Ofertamos animais de muita qualidade e também prenhezes muito importantes², explicou. Os convidados são criadores de Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná, tradicionais participantes dos principais leilões do País. Cláudio Totó respondeu por R$ 525 mil em negócios do total movimentado no certame.

O presidente da ASCN (Associação Sul-Mato-Grossense dos Criadores de Nelore), Ulysses Serra Neto avalia que a primeira edição da Expoinel MS garantiu a realização da próxima, em 2005, que surgirá ainda mais forte. Ele considerou a realização um momento histórico para a pecuária regional, que consolida-se de forma cada vez mais forte como a melhor do País, sedimentando o título da Capital da Pecuária, conferido por força de lei a Campo Grande. ³O Brasil está olhando para a Expoinel MS e para o Estado², afirmou.

O presidente da ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu), Orestes Prata Tibery Júnior, cumprimentou a organização da exposição e afirmou que pela qualidade dos animais e pela participação dos criadores e parceiros da ASCN a Expoinel MS já nasce como a terceira maior feira da raça nelore no País, ficando atrás somente da Expoinel e da Expozebu, ambas de Uberaba (MG). A Expoinel MS teve o maior número de nelores já inscritos para julgamento em uma exposição sul-mato-grossense: 705.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink