Leite, batata e tomate puxam o aumento da inflação
CI
Imagem: Eliza Maliszewski
LEVANTAMENTO

Leite, batata e tomate puxam o aumento da inflação

Indicador é calculado com base nos 13 produtos de alimentação definidos pelo Decreto Lei n° 399
Por: -Aline Merladete

Professores do curso de Economia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) criaram o Índice de Inflação da Cesta Básica para a região de Curitiba e para o Brasil, publicado mensalmente a partir de outubro de 2021. O índice é inédito, pois leva em consideração apenas a inflação dos produtos da Cesta Básica.

“O indicador é calculado com base nos 13 produtos de alimentação definidos pelo Decreto Lei n° 399, de 30 de abril de 1938, que regulamentou o salário mínimo no Brasil e que continua em vigência”, diz Jackson Bittencourt, economista e coordenador do curso.Para o cálculo foram utilizados como base de ponderação as despesas de consumo das famílias residentes nas áreas urbanas, com rendimentos entre 1 (um) e 40 (quarenta) salários mínimos, qualquer que seja a fonte de rendimentos, obtidos a partir da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do IBGE de 2017-2018.

“Sem dúvida a inflação afeta muito mais as pessoas de rendimentos mais baixos, mas na atual conjuntura ela tornou os preços dos itens da Cesta Básica inacessíveis para muitos brasileiros”, conclui o professor.  

informações são do boletim divulgado pela PUCPR.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.