Leite em alta

Agronegócio

Leite em alta

Os produtores de leite da zona da mata de Minas Gerais estão mais aliviados com o aumento no preço do litro
Por:
327 acessos

Os produtores de leite da zona da mata de Minas Gerais estão mais aliviados com o aumento no preço do litro.

O criador Adyr Ávila esbanja sorrisos. Após um início de ano ruim para as vendas, a produção de leite dá sinais de recuperação. “Eu acho que ainda tem muito a melhorar. Nós sabemos que, às vezes, a pessoa na cidade não pode pagar mais pelo nosso produto, mas eu acho que nesse meio tem que haver um bom senso de ficar o produtor e o consumidor mais perto um do outro”, disse.

O preço do leite pago aos produtores em março vem subindo em todo o Brasil. A média nacional ficou em R$ 0,60 no mês de março. Um aumento de 1,8% no mês. Em Minas Gerais o valor máximo no período foi de R$ 0,66 e o mínimo de R$ 0,52.

Uma das explicações para o aumento do preço do leite é a redução da oferta do produto no mercado. Só na zona da mata de Minas Gerais a produção caiu cerca de 15% nos últimos seis meses.

Para Flávio Valeriano, engenheiro agrícola que dá assistência aos produtores da região, o aumento no preço dos insumos desestimulou os criadores. “Para ter uma produção elevada é preciso fornecer a quantidade de alimento necessária para produzir adequadamente. Hoje, como os insumos estão com os preços mais elevados, o produtor está deixando de usar esses produtos, o que vai refletir na queda de produção de leite”, disse.

Minas Gerais tem a maior produção de leite do país. Na sequência vem o Rio Grande do Sul e o Paraná.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink