Levantamento orienta obras de recuperação

Agronegócio

Levantamento orienta obras de recuperação

Londrina (PR) possui cerca de 913 km de estradas rurais
Por:
1440 acessos
Londrina (PR) possui cerca de 913 km de estradas rurais, segundo dados da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento. Deste total, quase 80% (722,4 km) não são pavimentadas. Os 190,3 km de estradas pavimentadas são formados por 72,6 km municipais e 117,7 km estaduais. Ao longo de 2010 foi realizado o patrolamento em 1.270 km de estradas, sendo que algumas precisaram do serviço mais de uma vez. Além disso, a Secretaria também realizou o moledamento de 137 km de vias rurais. No dia 17 de dezembro, o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural (CMDR) deliberou a priorização de estradas a serem conservadas e os trabalhos da Secretaria seguem essa orientação.


A secretária municipal de Agricultura e Abastecimento, Marisol Chiesa, alega que as condições climáticas interferem muito no estado e nas obras de conservação das estradas rurais. Segundo ela, o elevado índice de chuvas registrado em dezembro, janeiro e fevereiro prejudicou os trabalhos. ''Avaliamos que o sistema viário não pavimentado, de competência da Secretaria, encontra-se em condições regulares de trafegabilidade'', afirma.

Já a Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab), por outro lado, não possui um levantamento da malha viária rural do Estado. De acordo com Sinval Reis, diretor técnico da Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná (Codapar), o Estado deu início este ano ao Programa de Gestão das Estradas Rurais. Desenvolvido por meio de uma parceria entre Seab, Emater e Codapar, o programa tem o objetivo de realizar esse levantamento, bem como um diagnóstico da situação das estradas rurais do Paraná.


Por meio de consórcios, serão montadas 60 patrulhas mecanizadas no Estado, responsáveis por elaborar esse trabalho. ''Vamos levar em consideração a bacia hidrográfica, as condições dos terrenos e as propriedades rurais no entorno das estradas para fazer esse diagnóstico'', declara Reis. Segundo ele, esse levantamento das condições geográficas vai reduzir os gastos constantes com recuperações devido aos estragos causados pelas chuvas, pois o intuito é manter as estradas rurais em boas condições.

Reis informa que a partir do segundo semestre as equipes já estarão em campo promovendo o treinamento nos municípios. ''Os consórcios serão responsáveis pelas obras e o Governo do Estado fará a gestão e o monitoramento dos consórcios'', explica. Simultaneamente ao desenvolvimento do diagnóstico, será dado início às obras de recuperação das estradas rurais. ''Esperamos ter resolvido grande parte dos problemas até o final do mandato do governador Beto Richa'', afirma Reis.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink