Ligação de Rio Grande a porto chileno tem R$ 1,6 bilhão à disposição
CI
Agronegócio

Ligação de Rio Grande a porto chileno tem R$ 1,6 bilhão à disposição

Compromisso é do Governo Federal
Por:
A geografia do continente sul-americano convida à implantação de uma ligação do porto gaúcho de Rio Grande ao porto chileno de Antofagasta. Para isso, é preciso investir na estrutura terrestre para o deslocamento de caminhões de um porto ao outro.

A ligação é uma reivindicação de anos de parlamentares do Rio Grande do Sul. Apesar da conclusão ainda ser uma realidade distante, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) comemorou em plenário na última segunda (22) o compromisso do Governo Federal em disponibilizar R$ 1,6 bilhão para as obras necessárias.

A primeira obra para essa ligação está próxima de ser concluída, que é a duplicação da BR-392 no trecho do Porto do Rio Grande até o acesso à cidade de Pelotas. No entanto, conforme lembra o deputado, há um hiato terrestre a partir do município de Santa Maria.

Pimenta lembra, ainda, da necessidade da construção de ponte de acesso ao Uruguai e de outras intervenções para a criação de um novo circuito de integração da América do Sul, fator importante para a competitividade do continente diante do comércio internacional.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.