Live discute o manejo florestal na Amazônia e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável
CI
Imagem: Pixabay
EVENTO

Live discute o manejo florestal na Amazônia e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

O encontro virtual ocorre dia 7 de dezembro, às 14 horas, no Canal do Youtube da Embrapa
Por:

A série de lives “Revisitando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável- ODS na Embrapa” reúne especialistas para debater o manejo florestal e sua relação com o alcance dos 17 ODS em sua sexta edição. O encontro virtual ocorre dia 7 de dezembro, às 14 horas, no Canal do Youtube da Embrapa.

O manejo florestal sustentável, segundo o Ministério do Meio Ambiente (MMA), é a administração da floresta para obtenção de benefícios econômicos, sociais e ambientais. Desta forma, a intervenção humana na extração da vegetal deve respeitar as técnicas de sustentação do ecossistema na utilização de múltiplas espécies madeireiras, assim como produtos não-madeireiros.

Dados da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa) revelam que a madeira é um importante produto da balança comercial do estado e que em 2019 movimentou mais de US$ 200 bilhões, uma atividade rentável e que tem na sustentabilidade o seu maior desafio.

Esse debate norteará a sexta live da série que desde junho deste ano agrega conhecimentos de diversos setores para dialogar sobre o papel da pesquisa agropecuária para que o Brasil, em especial a região amazônica, atinja os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável.

A pesquisadora Tatiana Deane de Abreu Sá, da Embrapa Amazônia Oriental, é a anfitriã da live e atenta para a importância do cumprimento da Agenda 2030 das Nações Unidas, que estabeleceu os 17 ODS. Ela avalia que vivemos um momento crítico nacional e mundial em várias dimensões e que esse cenário de crise exige ampliar a atenção ao que foi delineado e lançado em 2015, para o cumprimento dos objetivos até 2030.

No que se refere ao Brasil, a pesquisadora alerta que a dez anos da data limite, grande parte dos ODS estão longe de serem alcançados, situação evidenciada pelo Relatório Luz da Agenda 2030, referente a 2020, lançado no último dia 31 de julho. “Grande parte dos ODS tem tido baixo atingimento no Brasil, e em particular, nas regiões Norte e Nordeste”, enfatiza Tatiana.

Debatedores analisam a relação entre ODS e o manejo florestal

O pesquisador Lucas José Mazzei de Freitas, que atua na área de florestas da Embrapa Amazônia Oriental, abordará como a instituição contribui para os ODS nas ações e projetos relacionados ao manejo florestal e como poderá ampliar sua atuação a partir desta área da pesquisa na região.

Na sequência, Ana Claudia Lira Guedes, pesquisadora da Embrapa Amapá, entra no debate e traz sua experiência, em especial, em relação ao manejo florestal não madeireiro.

A visão da academia e a importância da formação de profissionais em manejo florestal, ficará sob tutela da professora Gracialda Costa Ferreira, da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra). Alison Castilho, analista socioambiental do Instituto Internacional de  Educação do Brasil (IEB) completa a bancada e enriquece o debate a partir de sua experiência e à luz da perspectiva de uma organização não governamental atuante no manejo florestal comunitário.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink