Lucro bruto da SLC Agrícola sobe 17,4% no primeiro semestre de 2009

Agronegócio

Lucro bruto da SLC Agrícola sobe 17,4% no primeiro semestre de 2009

Receita líquida cresce 90,8% no mesmo período e atinge R$ 311,4 milhões, impulsionada pelas vendas de algodão em pluma e soja
Por: -Janice
380 acessos
A SLC AGRÍCOLA S.A. (Bovespa: SLCE3), uma das maiores proprietárias de terras do Brasil e uma das maiores produtoras agrícolas brasileiras em termos de área cultivada de algodão, soja e milho, registrou crescimento de 17,4% no lucro bruto do primeiro semestre de 2009, que alcançou R$ 76,7 milhões.

Outro destaque do período foi a receita líquida, que subiu 90,8% nos primeiros seis meses deste ano em relação ao mesmo período de 2008, alcançando R$ 311,4 milhões. No segundo trimestre, a receita líquida da Companhia foi de R$ 146,7 milhões, o que representa um aumento de 75,6% em relação a igual período de 2008. O lucro bruto, por sua vez, totalizou R$ 1,6 milhões no intervalo entre março e junho deste ano.

Aumento das vendas de algodão e soja

O crescimento da receita foi impulsionado pelas vendas de soja e algodão em pluma, que apresentaram tanto aumento de faturamento quanto de preços. O algodão em pluma registrou incremento de 15,4% no preço médio de venda por tonelada e avanço de 415,2% na receita bruta, que somou R$ 52,1 milhões no segundo trimestre. Já o preço médio da soja por tonelada subiu 45,0%, e a receita cresceu 84,5% em comparação ao segundo trimestre de 2008, totalizando R$ 89,5 milhões no 2T09.

O segundo trimestre foi marcado por efeitos climáticos não-recorrentes que reduziram em 10,2% a produtividade de soja em relação ao ano-safra anterior. Por conta disso, o lucro líquido do primeiro semestre de 2009 foi de R$ 22,3 milhões contra R$ 36,7 milhões registrados no mesmo intervalo de 2008. "A combinação de pouca chuva na época do plantio com excesso de chuva no período da colheita afetou a produtividade da soja em nossas fazendas na Bahia e no Maranhão. Houve, no entanto, aumento de 41% na área plantada dessa cultura no ano-safra 2008/09, em comparação com o ano anterior", completa Gomes.

Perspectivas de aumento da produtividade

A Companhia estima aumento de produtividade para a segunda safra do ano, que é plantada entre janeiro e fevereiro e colhida entre junho e agosto. As áreas plantada com variedades de soja precoce e super-precoce já foram totalmente colhidas, e deram lugar às plantações de segunda safra de algodão e milho.

A projeção da SLC Agrícola é de que a produtividade do algodão em pluma de segunda safra cresça 15% em relação ao ano-safra anterior, para 1,4 mil kg/ha (quilos por hectare), enquanto que a produtividade do milho de 2º safra deve apresentar um incremento de 5,7% em relação ao exercício anterior, indo para 6,3 mil kg/ha.

Desempenho da ação

As ações da SLC Agrícola (SLCE3), listadas no Novo Mercado da BMF&Bovespa, encerraram o segundo trimestre cotadas em R$ 18,50, o que representa uma valorização de 48% em relação ao primeiro trimestre. No mesmo período o Índice Bovespa (Ibovespa) registrou alta de 25,8%.

Portfólio de terras valorizado

Em julho, as terras da SLC Agrícola (sem considerar infraestrutura, maquinário e equipamentos) valiam R$ 1,5 bilhão segundo análise feita pela consultoria independente Deloitte Touche Tohmatsu. As informações são da assessoria de imprensa da SLC Agrícola.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink