Lula defende seguro agrícola para reduzir danos de crises

Agronegócio

Lula defende seguro agrícola para reduzir danos de crises

O presidente afirmou que é preciso garantir mecanismos para que o agricultor não seja "vítima da chuva, do sol ou de uma praga"
Por: -Redação
1 acessos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta terça-feira (21-11) a consolidação de uma política de seguro agrícola no país com o intuito de reduzir prejuízos causados por eventuais crises na agricultura brasileira. A afirmação foi feita durante cerimônia de inauguração de um trecho de 127 quilômetros da BR-364, entre os municípios de Cafezal e Comodoro (MT), segundo informa a Agência Brasil (órgão oficial de imprensa do governo federal).

Segundo a agência, o presidente afirmou que é preciso garantir mecanismos para que o agricultor não seja "vítima da chuva, do sol ou de uma praga". "E, depois, a gente tem que construir às pressas planos de salvamento para a agricultura."

Na avaliação de Lula, se o governo consolidar uma política de seguro agrícola, todo mundo vai ter a certeza que, quando houver uma crise, vai haver dinheiro para ressarcir um possível prejuízo, permitindo ao agricultor tocar seu trabalho no ano seguinte, informa a Agência Brasil.

De acordo com o presidente, a agricultura tem que ser tratada com carinho, pois é um dos pilares do desenvolvimento econômico do país. Ele acrescentou ter consciência da qualidade tanto dos empresários agrícolas brasileiros como da produção da agricultura familiar.

No discurso, também destacou que, em 2006, os sinais de recuperação da "crise profunda" enfrentada pelo setor nos últimos dois anos são "extraordinários".

"Não podemos esperar ter outra crise para resolver o problema da agricultura, temos que aproveitar, no momento em que a agricultura se recupera, para que a gente possa estabelecer todas as políticas agrícolas necessárias para que, numa próxima crise, a gente não seja pego de calça curta, como fomos pegos nessa crise agora, quando muita gente deixou de produzir, a indústria de máquinas deixou de vender e muitos trabalhadores foram mandados embora", afirmou o presidente. Lula ponderou que a crise no setor agrícola deve servir de lição para que a experiência não se repita.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink