Má nutrição é a principal causa da baixa taxa de prenhez

Agronegócio

Má nutrição é a principal causa da baixa taxa de prenhez

A afirmação é baseada em pesquisa da Embrapa Gado de Corte
Por: -Admin
2 acessos

O índice da taxa de natalidade do rebanho bovino brasileiro é considerado baixo se comparado com outros países e o grande problema está na má nutrição das matrizes. Descobrir as causas do problema e as formas de melhorar essa situação foram objetos de estudo de pesquisadores da Embrapa Gado de Corte. Os resultados da pesquisa estão divulgados na publicação intitulada: “Suplementação Alimentar de Vacas de Cria: Quando e Por Que Fazer?”. A obra assinada por três pesquisadores faz parte da série Documentos, nº 156.

Thaís Basso Amaral, autora do livro, é médica-veterinária e especialista em produção e manejo animal. Ela comenta que apesar de outros fatores contribuírem para a baixa eficiência reprodutiva da pecuária de corte, a nutrição é a principal causa da baixa taxa de prenhez do rebanho brasileiro. “Para melhorar essa situação, pastos de boa qualidade deveriam ser disponibilizados às fêmeas, principalmente àquelas em final de gestação e com condição corporal deficiente”, aponta a pesquisadora.

É importante que o produtor dê mais atenção às fêmeas e procure manter essa categoria bem nutrida. Para tomar decisão sobre suplementação de vacas a primeira atitude é avaliar o estado nutricional do animal em algumas fases do ciclo reprodutivo, de preferência na época da desmama. Dessa forma, apontam os pesquisadores, é possível identificar os animais que necessitarão de um manejo diferenciado para parir em bom estado e apresentar um curto período de serviço (do parto à próxima concepção).

Os pesquisadores fazem uma série de recomendações para se obter sucesso na suplementação alimentar, e a primeira delas é que o produtor procure assistência técnica especializada e alertam: “A formulação e a quantidade do suplemento a ser fornecido são em função da quantidade e da qualidade da forragem disponível, cujo conhecimento depende de uma análise do valor nutricional da pastagem”.

As boas práticas de produção, indicações importantes como o fornecimento do suplemento diariamente, resultados de simulações de suplementação e custos podem estão disponíveis na publicação. As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Gado de Corte.

- Pedidos do Documentos nº 156 e outras publicações podem ser feitos pelo site www.livrariaespiral.com.br.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink