Maior investimento em bezerros


Agronegócio

Maior investimento em bezerros

Por:
18 acessos

Tradicional fornecedor de touros ao mercado nacional e um dos principais selecionadores da raça nelore, a Agropecuária CFM se prepara esse ano para ampliar a atuação no mercado de engorda de bezerros para abate. No ano passado a empresa vendeu para os frigoríficos quase 8 mil cabeças e para este ano a perspectiva é de que esse número cresça por volta de 56%, para 12,5 mil cabeças abatidas.

O crescimento só foi possível graças ao aumento de 19 mil animais no rebanho da empresa nos últimos quatro anos, que atualmente possui 90 mil cabeças. "Não vender esses animais que mantivemos em nosso rebanho significou deixarmos de arrecadar cerca de US$ 4 milhões", afirma Fábio Dias, diretor de pecuária da Agropecuária CFM.

O executivo informa que em anos anterior, quando o mercado estava mais favorável à venda de bezerros, a empresa já vendia esse tipo de animal. Agora com o mercado mais propício para a engorda a CFM se prepara reforçar sua atuação nesse segmento.

Venda de animais

Entre animais para abate, bezerros e touros, a CFM comercializou em 2002 mais de 21 mil animais. Para este ano a estimativa é de que sejam negociados cerca de 28,6 mil animais em todas as categorias, alta de 36%.

Apesar de estar sediada em São José do Rio Preto, a atuação da CFM na pecuária de corte não se restringe apenas ao estado de São Paulo. No Mato Grosso do Sul, ficam as fazendas Lageado (Dois Irmãos-Buriti, em Aquidauana), com sistema de cria e trabalho de seleção das raças nelore e montana, e Estrela (Campo Grande), destinada ao gado comercial, basicamente montana, produzindo e vendendo bezerros para engorda.

Das unidades instaladas em São Paulo, as fazendas São Francisco (Magda) e Cherubim (Álvares Florence) concentram o rebanho de seleção nelore, enquanto as fazendas Guariroba (Pontes Gestal) e Posses (Guaraci) trabalham com cruzamento e seleção de montana. Ainda em São Paulo está a fazenda Aracanguá (Araçatuba), atualmente dedicada à criação comercial de bezerros montana. Em uma única fazenda, a São Pedro (Fernandópolis), concentra-se a produção de leite (ver reportagem acima).

Central de inseminação

Dentro da Fazenda São Francisco, em Magda - principal propriedade de seleção nelore - o grupo possui uma central de inseminação artificial, que no ano passado produziu 30 mil doses de sêmen e manipulou outras 20 mil doses, importadas para o programa montana. "Em 2001 nossa produção foi de 20 mil doses e para este ano pretendemos ampliar nossa produção para 40 mil doses. Além disso, queremos reduzir nossas importações", afirma Dias. A expectativa é que em 10 anos as doses de sêmen importadas sejam totalmente substituídas por touros nacionais.

A central passou por uma reforma no ano passado que consumiu um investimento de R$ 50 mil para que ficasse dentro das regras sanitárias do Ministério da Agricultura. Por ocupar uma área de 80 hectares, a central está avaliada em R$ 800 mil.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink