Maior produção de leite depende de preço

Agronegócio

Maior produção de leite depende de preço

Por:
244 acessos

Se as empresas garantirem preços remuneradores e verba para fomento, os agricultores gaúchos têm condições de ampliar em até 30% por ano a produção de leite. A avaliação é do presidente da Fetag, Elton Weber. "Se for atrativo financeiramente, os produtores vão corresponder." A diferença nos valores exercidos nos variados elos é um dos principais gargalos do setor.

O presidente da Comissão do Leite da Farsul, Jorge Rodrigues, acrescenta que os preços ao consumidor final sofreram elevação recentemente, mas que os produtores não foram beneficiados pelo aumento. "A indústria já fala em redução, mas o pessoal ainda está com custo alto e a queda de produção permanece."

Dados da Fetag apontam que, devido à seca, o fornecimento de leite, que chegou a 9,2 milhões de litros por dia em setembro de 2008, está em 8 milhões de litros por dia.

O presidente do Sindilat, Carlos Feijó, diz que o preço ao consumidor caiu 10% em julho. A indústria, segundo o dirigente, registrou queda de 25% no valor recebido pelo leite.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink