Mais Alimentos: 4 mil tratores vendidos no RS em nove meses

Agronegócio

Mais Alimentos: 4 mil tratores vendidos no RS em nove meses

A John Deere detém 12% das vendas do Programa e comercializou 1.247 unidades desde o lançamento do Mais Alimentos
Por:
343 acessos

As indústrias Massey Ferguson e John Deere, fabricantes de tratores comercializados pelo Programa Mais Alimentos, receberam, na sexta-feira (17), a visita do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel. As empresas são importantes parceiras do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) na realização do Programa Mais Alimentos, criado para acelerar a modernização das propriedades rurais familiares. Desde que foi lançado pelo Governo Federal há nove meses, o Mais Alimentos já vendeu quatro mil tratores apenas no estado do Rio Grande do Sul.

Pela manhã, durante agenda na Massey Ferguson, Cassel destacou a importância do Programa para agricultura familiar brasileira.” Hoje é um dia de comemoração porque, além do Rio Grande do Sul vender mais de 4 mil tratores, o Mais Alimentos está incrementando a produção de alimentos no País. O Programa foi prorrogado por mais um ano e deve se tornar permanente. Do total de tratores vendidos no país, 43,6% foram destinados ao Mais Alimentos", disse.

Na ocasião, foram entregues 35 tratores. Albertina Medeiros (35) se emocionou quando recebeu, em Rio Pardo, o trator financiado pelo Mais Alimentos. Ela produz cerca de 3 mil litros de leite por mês e antes alugava um trator por R$ 70,00 a hora. Agora ela poderá economizar esse dinheiro utilizando seu próprio trator.

A diretoria da Massey Ferguson acompanhou toda a solenidade, que teve ainda a presença do delegado do MDA/RS, Nilton de Bem, e do consultor do Mais Alimentos, Hercílio Matos. O vice-presidente de vendas e marketing da Massey Ferguson para a América do Sul, Rasso Vom Reininghaus, afirmou que o Mais Alimentos foi o grande responsável pelo sucesso das vendas do ano passado. Foram comercializadas 3.271 unidades desde a criação do Programa, o que representou 31% das vendas do Mais Alimentos.

John Deere

À tarde, em vista à John Deere, Guilherme Cassel realizou a entrega de mais 20 tratores. Paulo Herrmann, diretor comercial da empresa para a América Latina, aproveitou a presença do ministro para fazer uma avaliação do Mais Alimentos.

“O Programa está tendo um grande impacto socioeconômico porque está ampliando a oferta de equipamentos aos produtores familiares e possibilitando a modernização das propriedades rurais que, assim, podem aumentar sua produção e produtividade”, ressaltou.

Maior empresa de maquinários agrícolas em todo o mundo, a John Deere detém 12% das vendas do Programa e comercializou 1.247 unidades desde o lançamento do Mais Alimentos. Em face dos bons resultados, a empresa anunciou o lançamento, no Brasil, de dois modelos de tratores. Um com 55 e outro com 57 cavalos.

Balanço nacional

Em todo o País, o Mais Alimentos foi o responsável pela venda de 11 mil tratores e máquinas e assegurou a manutenção de 1.804 postos de trabalho nas seis fábricas que aderiram à linha de crédito especial para os agricultores familiares.

O resultado alcançado pelo Programa foi excelente. Mesmo com enchentes e secas que assolaram algumas regiões do Brasil, o incremento da produtividade obteve resultados expressivos. Foram produzidos 7,8 milhões de toneladas de produtos como leite (aumento de 18,25%), feijão (+ 8,9%), mandioca (+13,4), café (+7,6%), trigo (+5,4%), milho (+9,3%) e arroz (+6,3%).

Lançado em 2008 pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, o Programa foi fundamental para combater os reflexos da crise mundial de alimentos ao possibilitar o aumento da produção nas unidades familiares rurais. Além de modernizar a agricultura familiar, o objetivo principal do Mais Alimentos é aumentar a capacidade de produção do setor, responsável por 70% dos alimentos consumidos diariamente pelos brasileiros.

O Programa

O Mais Alimentos é uma linha de crédito de até R$ 100 mil, que podem ser pagos em até dez anos, com juros de apenas 2% ao ano e prazo de até três anos de carência para começar a pagar o financiamento. Em dez meses, o Programa criado pelo MDA possibilitou a comercialização de 11 mil tratores de até 78 cavalos.

Além de tratores e equipamentos agrícolas, o Mais Alimentos financia projetos que contemplam galpões de armazenagem, silos, construções e maquinário para ordenha, resfriadores e correção de solo. O Mais Alimentos atende produtores de arroz, feijão, milho, mandioca, trigo, hortigranjeiros, leite, castanha, caprinos, ovinos, café, gado para abate, suínos e aves.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink