Mais Alimentos impulsiona produção no Distrito Federal

Agronegócio

Mais Alimentos impulsiona produção no Distrito Federal

Gasto com frete de produtor de pimentão foi eliminado após aquisição de veículo
Por:
2107 acessos
Peruana, dedo de moça, de cheiro vermelha e amarela, bode amarela, biquinho doce e malagueta. O agricultor familiar João Mendes Rocha, de 66 anos, é especialista em pimentas. No sítio de 15 hectares, no Núcleo Rural Sobradinho dos Melos, no Paranoá (DF), o João das Pimentas, como ficou conhecido, planta seis hectares do produto. Por semana, entrega cinco mil bandejas da especiaria para a Ceasa de Brasília e feiras das cidades do Paranoá (DF) e Planaltina (DF).


Há 32 anos, João abandonou as salas de aula de Química e tornou-se agricultor de profissão. "Sempre gostei da vida no campo, por isso, resolvi virar agricultor". A opção deu tão certo que hoje ele colhe, além das pimentas, 1,5 tonelada de pimentão, goiaba, acerola, limão, quiabo e maxixe em outros seis hectares. E, em breve, vai investir no chuchu e maracujá.

Em 2010, João decidiu parar de gastar toda semana com frete para escoar a produção: comprou um caminhão por meio do Programa Mais Alimentos do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). A compra garantiu economia de 40% por semana. “O Mais alimentos é nota 10 e me ajudou muito. Sem o crédito, com certeza eu não teria como comprar um caminhão. Além de conseguir levar toda minha produção nos dias de feira, ainda levo um pouco dos vizinhos”, relata o agricultor.


Antes de adquirir o veículo, João contratava frete de terceiros nos dias de entrega. “Esse gasto foi eliminado, agora eu uso esse dinheiro para colocar diesel no meu caminhão, que fica bem mais barato”, esclarece, ao dizer que financiou o caminhão por R$ 70 mil, a juros de 2% ao ano, e dois anos de carência para pagar a primeira parcela do financiamento.

Em 2009, João acessou outro financiamento junto ao Banco do Brasil para renovar as estufas. Orientado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Paranoá (Emater/DF), ele investiu R$ 10 mil da linha de crédito de custeio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com 1,5% de juros, em adubo, sementes e defensivos agrícolas. “O órgão que sempre ajuda a gente aqui é a Emater, eles sempre visitam a minha propriedade”, ressalta João das Pimentas.


Desde 1983, João recebe apoio da Emater/DF. O técnico do escritório regional, Hélcio dos Santos, conta que o primeiro trabalho na propriedade de João das Pimentas foi destinado à produção de hortaliças. Com o passar dos anos, os técnicos ensinaram o agricultor a trabalhar com a irrigação localizada e outras formas de plantio, sempre com foco na preservação do meio ambiente. Os técnicos da Emater também ajudam no controle das pragas e doenças. “A qualidade e o crescimento do plantio é consequência da parceria construída ao longo dos anos entre o agricultor e técnico da Emater, e na credibilidade que o produtor deposita na assistência técnica”, relata Hélcio.

Com esse apoio, João vai acessar mais um financiamento pelo Programa Mais Alimentos e comprar um micro trator. Segundo ele, o projeto foi aprovado pelo Banco do Brasil, e em poucos dias, ele vai contar com a nova máquina para agilizar e auxiliar nos trabalhos do dia a dia.


Mais Alimentos
O Mais Alimentos é uma linha de crédito do Pronaf destinada a modernizar as unidades produtivas da agricultura familiar. A iniciativa financia projetos coletivos (até R$ 500 mil) e individuais (até R$ 130 mil), com juros de 2% ao ano, prazo de 10 anos para pagar e carência de 3 anos. Os financiamentos contemplam projetos associados à produção de açafrão, arroz, café, centeio, erva-mate, feijão, mandioca, milho, sorgo, trigo, palmácea para produção de palmito, além das atividades de fruticultura, olericultura, apicultura, aquicultura, avicultura, bovinocultura de corte e de leite, caprinocultura, ovinocultura, pesca e suinocultura.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink