Mais de 113 milhões de pessoas sofrem com fome aguda

MUNDO

Mais de 113 milhões de pessoas sofrem com fome aguda

Em países à beira da fome, "até 80% da população depende da agricultura"
Por: -Leonardo Gottems
73 acessos

No ano passado, mais de 113 milhões de pessoas em 53 países experimentaram "fome aguda" devido a guerras e desastres climáticos. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) a África é a região mais afetada por essa situação, sendo Iêmen, República Democrática do Congo, Afeganistão e Síria algumas das oito nações que representam dois terços de todas as pessoas em todo o mundo expostas ao risco de fome. 

Nesse cenário, o Relatório Global de 2019 sobre Crises Alimentares, realizado pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) foi lançado há três anos e faz um balanço dos países que enfrentam as maiores dificuldades. Os estados africanos foram "desproporcionalmente afetados", já que quase 72 milhões de pessoas no continente sofreram com fome aguda, disse o diretor de emergência da FAO, Dominique Bourgeon, na terça-feira. 

De acordo com o relatório, o conflito e a insegurança continuam sendo fatores-chave, juntamente com a turbulência econômica e os choques relacionados ao clima, como secas e inundações. Em países à beira da fome, "até 80% da população depende da agricultura. Eles precisam de ajuda humanitária de emergência para alimentos e medidas para ajudar a impulsionar a agricultura ", disse Bourgeon. 

O relatório destacou a pressão sobre os países que abrigam um grande número de refugiados, incluindo as nações vizinhas da Síria e Bangladesh, que receberam mais de um milhão de muçulmanos. A FAO disse que também espera que o número de deslocados aumente "se a crise política e econômica persistir na Venezuela", o que provavelmente declarará uma emergência alimentar neste ano. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink