Agronegócio

Mais de 250 pessoas participam do Seminário da Cadeia Produtiva do Arroz em Lagoa da Confusão

A programação do seminário continua nesta quinta-feira, 16, até às 19h, e nesta-sexta, 17, das 8h às 12h
Por:
2067 acessos

Mais de 250 pessoas, entre produtores, técnicos, pesquisadores e empresários do ramo orizícola, participam do “8° Seminário da Cadeia Produtiva do Arroz”, promovido pelo Sindicato dos Beneficiadores de Arroz do Estado do Tocantins (Sindiato), com apoio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro).

O evento teve início nesta quinta-feira, 16, no Centro Cultural Leda Bernandon, em Lagoa da Confusão, região Sudoeste do Estado. De acordo com o engenheiro agrônomo e gerente de Agricultura da Seagro, Genebaldo Queiroz, o seminário além de difundir novas tecnologias e uma oportunidade de troca de informações entre os produtores, pesquisadores, fornecedores de insumos e a indústria arrozeira. “O evento visa o crescimento da produtividade da cultura do arroz no Estado e a melhoria da eficiência da cadeia, desde o produtor até o consumidor”, explica.

Dentre os diversos temas tratados durante o seminário estão: uso de nitrogênio e manejo de água na cultura do arroz; mercado; agroclimatologia; inovação no manejo de doenças; novas cultivares de arroz para condições tropicais; principais limites de produtividade da cultura; expectativa da produção no Tocantins; cenário da armazenagem no Brasil e o sistema nacional de Certificação de Unidades Armazenadoras; Integração Lavoura Pecuária (ILP) e uso do subproduto do arroz na pecuária.

Segundo a organização do Sindiato, o seminário pretende fomentar discussões, que vão desde o cultivo até a industrialização do arroz. Com também de promover uma visão unificada da produção agrícola e gerar práticas eficientes, que colaborem com o desenvolvimento da cadeia produtiva e aumentem a rentabilidade de forma crescente.  

A programação do seminário continua nesta quinta-feira, 16, até às 19h, e nesta-sexta, 17, das 8h às 12h.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink