Mais de 350 Selos da Agricultura Familiar são entregues no Espírito Santo

Agronegócio

Mais de 350 Selos da Agricultura Familiar são entregues no Espírito Santo

O Sipaf é uma forma de carimbar, de distinguir os produtos que são oriundos da agricultura familiar
Por:
481 acessos

Moradores de 14 cidades do entorno de Aracruz, no Espírito Santo, participaram nesta quarta-feira (7) da solenidade de entrega de 353 novos Selos de Identificação da Participação da Agricultura Familiar (Sipaf), com a presença de representantes da Secretaria Especial da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead). 

O secretário especial, José Ricardo Ramos Roseno, ressaltou a importância desta política pública: “O Sipaf é uma forma de carimbar, de distinguir os produtos que são oriundos da agricultura familiar. É um trabalho muito importante para que a sociedade reconheça o valor da produção de vocês”, disse ele aos agricultores familiares presentes na cerimônia.

No Espírito Santo, 33 produtores já eram permissionários do Sipaf. Com as novas entregas, passando para 386, o estado torna-se o que possui o maior número de permissionários do país. Serão aproximadamente 4 mil produtos com o Selo, sendo o café, a pimenta e as olericulturas os principais deles, além das frutas, pescados, mandioca e seus derivados, mel e doces de geleias. 

Um dos novos permissionários é agricultor Rodrigo de Sousa Norato, morador do Assentamento Nova Esperança, que fica na cidade de Aracruz. Animado, ele diz que com o Sipaf seus produtos vão ficar mais valorizados do mercado. O carro-chefe da sua produção é o café, mas ele comercializa também mamão e pimenta-do-reino. “Temos um grande problema com atravessadores, porque eles compram barato da gente e vendem caro para o consumidor. Com o selo, vamos tentar vender diretamente para os consumidores. Assim tanto vamos ter mais renda, quanto nossos alimentos vão ficar com preço melhor no final”, comentou.

Taciana Sperandio Barone, presidente da Associação de Produtores Rurais de Mata Limpa (Asprumata) também ficou entusiasmada com a entrega do Sipaf para a entidade. No total, são 30 associações que se tornaram permissionárias no ES – os outros novos permissionários são pessoas físicas, e um deles recebeu o Selo Quilombos do Brasil. “Esse selo representa uma vitória, um estímulo para nós. É um reconhecimento da nossa categoria”, disse, ao agradecer especialmente o apoio dado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

À frente da Delegacia Federal do Desenvolvimento Agrário no estado (DFDA-ES), Aureliano Nogueira da Costa falou da satisfação de participar de um evento como este. “É um fato histórico. Sou técnico do Incaper há 30 anos e este é um momento de valorização da agricultura familiar. Temos muito orgulho do trabalho que está sendo feito”, disse. 

Podem solicitar a permissão de uso do Sipaf agricultores familiares que possuem Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) atualizada. Os que não têm, devem comprovar que mais de 50% dos gastos em matéria-prima do produto final são da agricultura familiar, no caso de produtos cuja composição seja de apenas uma ou mais matérias-primas.  Leia mais sobre o selo aqui.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink