Mais de 80% do milho já foi colhido no RS
CI
Imagem: Marcel Oliveira
MILHO

Mais de 80% do milho já foi colhido no RS

Perdas se mantêm em torno de 50% em relação à produtividade esperada
Por: -Aline Merladete

Na regional de Santa Rosa, 84% das lavouras já foram colhidas. Apesar do baixo percentual de perdas de produtividade das lavouras do milho-safra, esse percentual de perdas aumenta no momento que se incluem as lavouras de safrinha que sofreram com a estiagem, acarretando redução do crescimento, da área foliar e da formação da espiga.

Devido à redução do número e quantidade na espiga, a tendência é que parte das lavouras do milho segundo plantio - safrinha - destinada para grãos passe a ser utilizada como forragem para alimentação animal. Com as últimas chuvas, a situação das lavouras de milho segundo plantio melhorou parcialmente. As perdas se mantêm em torno de 50% em relação à produtividade esperada.

O rendimento está em 3.600 quilos por hectare. Em geral, considerando todas as lavouras de milho destinadas para grãos – de primeiro e segundo plantio, a perda é de 11%, chegando à produtividade média de 7.118 quilos por hectare. As maiores perdas ocorreram nos municípios das Missões.

Na de Frederico Westphalen, 97% das áreas cultivadas já estão colhidas. O rendimento médio é de 6.840 quilos por hectare, com boa qualidade dos grãos. A perda está em 21% em relação à produtividade inicial. Na região de Ijuí, a área colhida já representa 97%. O rendimento médio está em 7.260 quilos por hectare. As lavouras por colher apresentam baixo potencial produtivo e baixa qualidade do grão. A exceção são as lavouras em que a irrigação foi adotada.

Na de Passo Fundo, a cultura já foi colhida em 97% da área, e o rendimento atual é de seis mil quilos por hectare. Na regional de Erechim, o milho foi colhido em 95% da área plantada. A retomada da colheita ocorrerá a partir da finalização da atividade na soja. O rendimento médio é de 7.880 quilos por hectare, com perdas de 15%. 

Na de Caxias do Sul, a colheita avança e vai apresentando rendimentos menores nas últimas áreas fundamentalmente em decorrência dos efeitos da estiagem que agravaram o desenvolvimento das plantas no final do período de enchimento de grãos.

A média de rendimento da safra é de 5.170 quilos por hectare, com perda de 37% em relação à expectativa inicial. Na de Soledade, 67% das lavouras já foram colhidas. As lavouras de milho tardias apresentam perdas de 51% em relação à produtividade inicial; o rendimento médio é de 2.800 quilos por hectare. 

Na de Bagé, a colheita avançou lentamente, alcançando 77% da área cultivada, tendo em vista que os produtores têm priorizado a operação em outras culturas. Das lavouras, 13% estão na fase de maturação e 10% em enchimento de grãos. O rendimento alcançado é de 1.600 quilos por hectare, o que representa uma redução de 55% em relação à produtividade inicial.

Na região de Pelotas, a colheita do milho avança à medida em que forem finalizando a das culturas do arroz irrigado e da soja. As perdas na região atingem a média de 69% em relação à produtividade esperada. Na região de Porto Alegre, a cultura continua se ressentindo da escassez de água, embora tenham ocorrido chuvas de baixos volumes na semana. A queda no rendimento é de 46% em relação à produtividade projetada de 4.400 quilos por hectare. Muitas lavouras que seriam destinadas à produção de grãos devido a baixa qualidade do milho grão vêm sendo utilizadas na alimentação animal, frente à escassez de forragem de qualidade


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.