Mais renda no campo

Agronegócio

Mais renda no campo

A soma entre clima favorável e bons preços praticados no mercado resultaram em recorde do Valor Bruto da Produção Agropecuária Paranaense
Por:
530 acessos

A soma entre clima favorável e bons preços praticados no mercado resultaram em recorde do Valor Bruto da Produção (VBP) Agropecuária Paranaense. Cálculos do Departamento de Economia Rural (Deral) da Secretaria da Agricultura e do Abastecimento, indicam que no ano passado, os produtores faturaram R$ 41,35 bilhões, valor 16,07% maior do que o registrado em 2007. Até então, o melhor resultado havia sido obtido em 2003 - R$ 39,1 bilhões (em valores corrigidos) - ano em que o real estava bastante depreciado perante o dólar. Na última década (entre 1999/2008) a taxa média anual de crescimento do VBP foi de 5,78%.

Agora, para este ano a estimativa é que o VBP seja reduzido na comparação com 2008. "A quebra de safra ocasionada pela seca aliada a uma normalização dos preços dos produtos agrícolas devem fazer com que o VBP de 2009 não consiga manter os patamares atingidos em 2008", comenta Carlos Hugo Godinho, chefe da Divisão de Estatísticas do Deral. Como exemplo, ele cita que a avicultura de corte - um dos segmentos mais importantes da pecuária estadual - que, por enquanto, não tem mantido o desempenho do ano anterior. O crescimento da suinocultura e da bovinocultura também estão estáveis porque não tiveram sustentação dos preços atingidos no segundo semestre do ano passado.

"Com um primeiro semestre sentindo os reflexos da crise deflagrada em 2008, dificilmente o segundo semestre reverterá a retração do VBP. Em parte podemos, inclusive, creditar a retração pelos bons resultados obtidos em 2007 e 2008", avalia Godinho. Em 2008 o valor da produção agropecuária foi incrementado na comparação com 2007 devido à alta dos preços de vários produtos praticados nos mercados interno e externo. Setorialmente, o melhor resultado foi registrado pela agricultura, que apresentou crescimento de 26% com relação a 2007; já a pecuária teve aumento de 19%, enquanto os produtos florestais tiveram um resultado 18% menor.

No total, a agricultura representa 55% do VBP, impulsionados pela renda gerada pelos principais grãos cultivados como soja, trigo e milho. No ano passado a produção de grãos foi semelhante à de 2007, o que gerou um aumento da lucratividade de R$ 6,5 bilhões para R$ 8,3 bilhões.

Pecuária

A pecuária também teve incremento em valores, com destaque para a avicultura. Esta criação injetou cerca de R$ 1,25 bilhão a mais na economia estadual, valor puxado pelo aumento das exportações e pelo melhor preço da carne recebido pelos integrados. Já a suinocultura e a bovinocultura de corte tiveram redução na produção - assim como em 2007 -, mas a recuperação de preços nos dois casos contribuiu para que os VBPs crescessem. A suinocultura foi o segmento que mais cresceu em percentuais, com aumento de 36%. O levantamento do Deral apontou que a produção leiteira cresceu apenas 4% em valores devido à menor remuneração do produtor.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink