Mais um recorde de vendas nas exportações de frangos em 2002


Agronegócio

Mais um recorde de vendas nas exportações de frangos em 2002

Por:
22 acessos

O resultado das vendas em 2002 representou mais um recorde absoluto, superando 2001. Foram embarcadas 1.624.887 toneladas de carne de frango, in natura e industrializadas, 28% a mais que 2001. Poucos produtos apresentaram desempenho tão significante. Hoje, diversos mercados apreciam o produto brasileiro, o que demonstra a necessidade de priorizar o acesso a novos mercados, contando com o apoio do governo federal.

Os volumes enviados ao exterior representam 21,5% do total produzido pela avicultura brasileira, sendo assim um canal importante para escoamento da produção e geração de empregos. A receita cambial também é recorde absoluto, atingindo U$ 1,393 milhões de dólares, 4,5% a mais que 2001. O crescimento só não foi melhor pelo excesso de oferta de produtos no mercado internacional, o que ocasionou a queda nos preços das commodites no mundo.

Como conseqüência, o preço médio das vendas caiu 19% alcançando U$ 857/tonelada. Segundo o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) o resultado mantém o Brasil como segundo maior exportador de frangos do planeta com um "market share" que saltou de 18% em 2001 para 30,5% em 2002, sendo que o mercado mundial apresentou uma queda de 5%.

Alguns fatores explicam o excelente resultado: a desvalorização do real, a agressividade de políticas de marketing institucional com ações de promoção comercial em diversos mercados em parceria com a APEX (Agência Nacional de Exportação), o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento no trato das questões sanitárias mostrando ao mundo a qualidade do produto brasileiro, e a organização comercial das indústrias brasileiras na colocação dos produtos no mercado internacional.

Frango Inteiro

Os embarques atingiram 674.379 toneladas, representando 41,5% do total das exportações em 2002, 16% a mais que 2001. A receita cambial foi de U$ 454 milhões, inferior em 10% a do ano anterior. Com a queda dos preços internacionais, o preço médio recuou 22% atingindo U$ 673/tonelada, o mais baixo nível de preço da história de nossas exportações.

Os principais mercados foram: o Oriente Médio com 451.531 toneladas, 7% a mais que 2001, a Rússia com 129 mil toneladas representando o excelente crescimento de 116% em relação ao ano anterior, a África com 31.947 toneladas, 70 % a mais que 2001, seguidos da Ásia e União Européia. O destaque negativo fica por conta do Mercosul que por causa das medidas restritivas impostas praticamente não adquiriu nossos produtos, importando apenas 490 toneladas contra 18 mil do ano passado.

Cortes de Frango

Os embarques de corte de frango atingiram 925.544 toneladas, 38% a mais que 2001.

A receita cambial foi de U$ 881,3 milhões registrando um crescimento de 12%. O preço médio caiu de U$1,180.00 para U$ 952,00 este ano, registrando queda de 19%. As causas desse declínio estão na forte concorrência no mercado internacional forçando os preços para baixo. Nossos principais mercados foram: Ásia com 342.194 toneladas, União Européia com 261.400 toneladas, seguida da Rússia com 166.941 toneladas representando um crescimento excepcional de 348% em relação a 2001 e da África com 44.716 toneladas.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink