Manejo de solo adequado: aumento da produtividade e ganhos econômicos
CI
Agronegócio

Manejo de solo adequado: aumento da produtividade e ganhos econômicos

Nos últimos 30 anos, houve grandes avanços na adoção, pelos produtores, de práticas conservacionistas
Por:
Com enfoque na conservação do solo aliada à produção, visando à rentabilidade, o pesquisador da Embrapa Agropecuária Oeste, Rodrigo Arroyo Garcia, ministrou palestra no estande da Embrapa, na sexta-feira, 27 de janeiro, último dia de Showtec 2012, evento realizado pela Fundação MS, em Maracaju/MS.


Segundo Arroyo, nos últimos 30 anos, houve grandes avanços na adoção, pelos produtores, de práticas conservacionistas, principalmente o Sistema Plantio Direto (SPD). Esse sistema é uma das técnicas agrícolas sustentáveis do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC), e o produtor rural pode conseguir incentivos do governo federal pelo Programa Agricultura de Baixo Carbono (Programa ABC).

O SPD possui como fundamentos as seguintes ações: não revolvimento do solo, a manutenção do solo coberto permanentemente e a rotação de culturas. Sorgo, crotalárias e braquiárias são exemplos de espécies que se enquadram no sistema e trazem benefícios para a biologia, fertilidade e física do solo. A crotalária quando cultivada na safrinha, após a colheita da soja, pode aumentar em 120kg/ha a quantidade de nitrogênio no solo.


Com a adoção de boas práticas de manejo do solo, o produtor vai perceber o aumento da matéria orgânica, que é o principal reflexo de um solo bem manejado. Entre os aspectos positivos é que a maior quantidade de matéria orgânica contribui para menor liberação de gás carbônico para a atmosfera e aumenta a cobertura do solo, protegendo o solo contra a erosão.

As práticas conservacionistas resultam em ganhos, como controle de nematoides; aumento da fertilidade, o que reduz a necessidade de aplicação de adubos; diminuição da pulverização; e maior resistência das lavouras às diversidades climáticas.

“Com o passar dos anos, o manejo do solo traz ganhos econômicos para o produtor rural. Mas ele precisa ter persistência, porque os resultados são vistos ao longo dos anos”, afirma o pesquisador, que destaca também a importância da busca por informações sobre as tecnologias para aumentar a rentabilidade e conservar o solo. “E uma das formas é através de práticas conservacionistas que não aumentam o custo de produção”, diz Arroyo.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.