Manipuladoras de alimentos participam de capacitação microrregional em Dona Francisca

Agronegócio

Manipuladoras de alimentos participam de capacitação microrregional em Dona Francisca

A 4ª edição da Capacitação para Manipuladores de Alimento reuniu cerca de 70 pessoas de municípios da Quarta Colônia de Imigração Italiana.
Por:
369 acessos

A quarta edição da Capacitação para Manipuladores de Alimentos, ocorrida nesta sexta-feira (22/07), reuniu cerca de 70 pessoas, de sete municípios da Quarta Colônia de Imigração Italiana, no Clube Franciscano, em Dona Francisca. A atividade foi promovida pela Emater/RS-Ascar e secretarias municipais da Educação, para capacitar merendeiras das redes municipais e estaduais de ensino e debater a segurança alimentar e a redução da obesidade infantil. 

A abertura do evento ocorreu às 9h, com a presença da gerente do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Santa Maria, Regina Hernandes, do supervisor Milton Custódio e do assistente técnico regional da área social, Francisco Palermo, além do prefeito de Dona Francisca, Saul Antonio Dal Forno Reck, extensionistas, nutricionistas municipais, merendeiras das escolas e demais autoridades do setor. 

"Temos consciência da importância do que é a alimentação escolar na vida das nossas crianças e da necessidade de qualificar as merendeiras para que se tenha uma merenda de melhor qualidade. As capacitações promovem também a troca de experiências entre os municípios, fato que é muito importante nesse processo", observa a chefe do Serviço de Nutrição da Prefeitura de Faxinal do Soturno, Geneci Maria Spat.

Dentre os objetivos da realização da capacitação estão o aprimoramento da qualidade do atendimento aos estudantes, vislumbrando o desenvolvimento de hábitos mais saudáveis e necessários à qualidade de vida, além de incentivar o consumo de alimentos da agricultura familiar, atendendo ao estabelecido pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). 

"A alimentação escolar é um sistema que tem que ser percebido cada vez mais como um processo de muita qualidade. Ela começa no produtor rural, com a assistência da Emater, das secretarias municipais da Agricultura, das cooperativas e que, através da política pública do PNAE, acaba chegando à mesa dos consumidores e às escolas, por intermédio da merenda escolar", ressaltou Regina Hernandes, destacando o papel fundamental das merendeiras e nutricionistas dos municípios no decorrer do processo. "São elas que realmente fazem acontecer uma alimentação qualificada", afirmou a gerente de Santa Maria.

Conforme a extensionista do Escritório Municipal da Emater/RS-Ascar de Dona Francisca, Silvia Pinzón, os encontros anuais pretendem motivar e valorizar os profissionais que trabalham com os alimentos servidos nas escolas. 

"O trabalho desenvolvido pela Emater enfatiza a lei nacional do PNAE, que obriga os municípios a adquirirem 30% dos alimentos da merenda escolar da agricultura familiar. Frente a isso, se pensou em aliar o trabalho das merendeiras a essa obrigatoriedade, de forma a adaptar a merenda escolar ao que é ofertado nos municípios", explica Silvia. "Muitas vezes as escolas não adotam determinados alimentos porque não sabem prepará-lo de maneira atrativa ao paladar dos estudantes. Esse é o caso, por exemplo, da batata-doce que, quando transformada em um biscoito ou em um bolo, será mais bem aceito pelo aluno, mantendo a sua composição nutricional. O nosso foco é trazer esse alimento que é produzido na nossa região e fazer com que as manipuladoras o apresentem de forma diferente e atrativa, fomentando a compra de alimentos locais", diz Silvia Pinzón.

A extensionista salienta ainda que a constatação do uso excessivo de açúcar, sal, e gorduras têm trazido muitos prejuízos à alimentação. "Por isso que é importante levar em conta as orientações das nutricionistas dos municípios, para que a alimentação seja correta e completa", comenta Silvia.

Desde 2013, com as capacitações, a Emater/RS-Ascar já capacitou mais de 250 manipuladoras de alimentos dos municípios da Quarta Colônia de Imigração Italiana.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink