Mapa acerta detalhes para importação de milho transgênico

Agronegócio

Mapa acerta detalhes para importação de milho transgênico

Reunião realizada ontem praticamente definiu as regras para transporte e armazenagem do grão
Por:
1 acessos
Reunião realizada ontem (12-04), em Brasília, entre representantes do Ministério da Agricultura e de empresas importadoras de milho praticamente definiu as regras para transporte e armazenagem do grão transgênico argentino cuja importação já havia sido autorizada pela Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio), vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.


Conforme Marcus Vinícius Coelho, coordenador de biossegurança do ministério, em linhas gerais as regras que serão implantadas tornam os importadores responsáveis pelas cargas de milho transgênico que eventualmente entrem no país nos próximos meses. E eles terão de tomar todos os cuidados necessários para evitar a dispersão desses organismos geneticamente modificados (OGM) durante o transporte e a armazenagem. Só está autorizada a importação destinada a empresas de ração.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink