Mapa define padrões de qualidade para óleos vegetais

Agronegócio

Mapa define padrões de qualidade para óleos vegetais

Até agora, só existia classificação para o óleo de soja
Por: -Redação
4 acessos

A partir do dia 26 entra em vigor um regulamento técnico do Ministério da Agricultura que estabelece padrões de qualidade para óleos vegetais refinados de milho, girassol, canola e algodão. Até agora, só existia classificação para o óleo de soja. Na prática, isso não significa que os óleos vão mudar. Segundo o coordenador geral de Qualidade Vegetal do ministério, Fernando Penariol, a diferença aparece apenas no rótulo, que passa a ser obrigatório, com informações sobre a qualidade e o tipo do óleo.

O regulamento traz benefícios para o consumidor, uma vez que, ao estabelecer um padrão de identidade e qualidade para os óleos, o Mapa passa a ter mais informações para fiscalizar os produtos. Um exemplo de padrão de qualidade é que os óleos vegetais refinados soltem pouca fumaça quando aquecidos. Também são analisados acidez, cheiro e impurezas solúveis em éter de petróleo, por exemplo.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink