Mapa divulga anais da conferência sobre rastreabilidade de alimentos

Agronegócio

Mapa divulga anais da conferência sobre rastreabilidade de alimentos

O Mapa iniciou esta semana a distribuição do documento com as conclusões da conferência
Por:
3 acessos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento iniciou esta semana a distribuição do documento com as conclusões da I Conferência Internacional sobre Rastreabilidade de Alimentos e do Seminário Franco-Brasileiro de Segurança Sanitária Animal, realizados em setembro último, em São Paulo, por iniciativa do Mapa, ministério da Ciência e Tecnologia e embaixadas da França e da Espanha.

O volume, com 266 páginas, impresso em português, inglês e espanhol contém um resumo dos temas discutidos, das proposições e conclusões do encontro, que reuniu cerca de 400 participantes, entre produtores rurais, técnicos, empresários da agroindústria, fornecedores da cadeia produtiva do agronegócio, certificadoras, exportadoras, universidades, centros de pesquisa e representantes da Espanha, Itália, França, Inglaterra, EUA, Bélgica, Holanda, Turquia, Alemanha, Argentina, Nova Zelândia e Brasil.

Nos quatro dias de trabalho, especialistas nacionais e internacionais apresentaram 67 palestras, abordando diversos métodos, técnicas e procedimentos sobre sistemas de certificação, identificação de origem e rastreabilidade de alimentos.

Além dos 400 participantes do encontro, receberão o documento órgãos dos governos federal e estadual, ligados ao agronegócio, como secretarias de agricultura e associações de produtores rurais.

Segundo o coordenador do Sistema Agrícola de Produção Integrada (SAPI) do Mapa e idealizador e organizador do evento, Juaquim Naka, “a conferência cumpriu sua missão ao indicar as melhores práticas e caminhos para garantir a permanência do Brasil na lista dos grandes exportadores mundiais de alimentos”. Para ele, procedimentos de certificação, identificação de origem e rastreabilidade conferem aos alimentos o reconhecimento de fóruns internacionais de qualidade e do mercado mundial.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink