Mapa envia documentos sobre soja transgênica aos chineses

Agronegócio

Mapa envia documentos sobre soja transgênica aos chineses

Por:
1 acessos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento encaminha nesta terça-feira (11-01) a documentação exigida pelo governo chinês para importação de soja geneticamente modificada do Brasil, informou nesta segunda-feira o chefe da Divisão de Acordo Sanitário e Fitossanitários do Mapa, Odilson Ribeiro. A documentação do governo brasileiro sobre a soja transgênica venceu no dia 31 de dezembro de 2004, o que levou a China a suspender temporariamente as importações da soja brasileira.

Assinado pelo ministro Roberto Rodrigues, e pelo secretário de Defesa Agropecuária, Gabriel Alves Maciel, o expediente destaca que o consumo de soja transgênica não oferece risco à saúde humana, animal ou ao meio ambiente, segundo estudos da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio). É com base na documentação fornecida pelo Mapa que o governo chinês autoriza as importações da oleaginosa transgênica.

Ribeiro informou que no documento ao governo chinês o Mapa cita a Medida Provisória nº 223, que liberou o plantio e a comercialização da soja geneticamente modificada para a safra 2004/2005. "Nossa expectativa era de que o Projeto de Biossegurança fosse aprovado no ano passado para enviarmos com base nele a documentação pedida pela China, mas como não foi possível, estamos nos amparando agora nessa medida provisória".

Missão:

Uma missão formada por empresários e representantes do Ministério da Agricultura segue dia 15 para a China, onde vai discutir os teores de hexano no óleo de soja exportado pelo Brasil. Como os chineses reduziram esses teores de 600 para 100 miligramas por quilo, essa decisão pode prejudicar as exportações brasileiras deste produto. A comitiva vai discutir também a tolerância para a presença de soja transgênica em embarques do produto convencional. No ano passado, o Brasil exportou para aquele mercado asiático 6,6 milhões de toneladas do complexo soja, com uma receita de US$ 2,115 bilhões.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink