Mapa já ofertou 1,63 milhão de toneladas de milho

Agronegócio

Mapa já ofertou 1,63 milhão de toneladas de milho

Foram arrematadas 908 mil toneladas, sendo 351 mil operadas com VEP e 557 mil por venda diretamente na origem
Por:
187 acessos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) ofertou 1,63 milhão de toneladas dos estoques públicos de milho em de leilões de venda direta e de Valor de Escoamento do Produto (VEP), realizados entre 1º de setembro e 1º de novembro, pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Foram arrematadas 908 mil toneladas, sendo 351 mil operadas com VEP e 557 mil por venda diretamente na origem.

O coordenador-geral de Cereais e Culturas Anuais da Secretaria de Política Agrícola, do Mapa, Sílvio Farnese, explica que a intervenção do Governo, especialmente pelo VEP, é fundamental para melhorar a oferta do milho nas principais regiões, principalmente na entressafra do produto. Os estoques localizados nos principais estados produtores (Mato Grosso, Goiás e Mato Grosso do Sul), estão sendo direcionados para regiões consumidoras como o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Espírito Santo, além dos estados do Norte e Nordeste.

Outro leilão está programado para hoje (08-11), quando serão ofertadas 145,2 mil toneladas de milho, das quais 100 mil toneladas com aplicação de VEP. A safra 2006/2007 de milho deve ser negociada até o início do próximo ano, uma vez que a de 2007/2008 começa a ser colhida na segunda quinzena de janeiro.

O VEP é um instrumento de política agrícola utilizado para regular preços e complementar o abastecimento em regiões deficitárias. Pelo VEP, o Governo oferece estoques públicos para colocação em regiões consumidoras ao preço do mercado local. Isso é possível com pagamento de prêmio financeiro. A operação é feita via leilões com oferta de um prêmio ao arrematante, cujo valor viabiliza o transporte do estoque leiloado até os consumidores finais (industrias, criadores de aves, suínos, bovinos, etc).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink