Mapa lança livro de Produção Integrada com 23 culturas

Agronegócio

Mapa lança livro de Produção Integrada com 23 culturas

Conscientizar a população sobre a importância da adoção de políticas para a segurança dos alimentos com sustentabilidade é o objetivo do livro
Por:
347 acessos
Conscientizar a população sobre a importância da adoção de políticas para a segurança dos alimentos com sustentabilidade é o objetivo do livro Produção Integrada no Brasil: Agropecuária Sustentável, Alimentos Seguros, que será lançado, nesta terça-feira (28), às 10 horas, em Brasília, durante as comemorações dos 149 anos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Ao todo, são 23 culturas contempladas em mais de mil páginas da publicação. São elas: abacaxi, ameixa, amendoim, arroz, banana, batata, café, caju, citros, flores, leite, maçã, mamão, manga, mangaba, maracujá, mel, melão, ovinos, pêssego, soja, tomate de indústria e de mesa, uvas finas de mesa e uva para vinho.

Na fazenda Alpha Vale, em Petrolina/PE, o produtor Euder de Almeida Ribeiro trabalha com produção integrada de manga e uva, em 24 hectares. “E até o fim do ano, vamos ter certificado mais 25 hectares de caju. Para 2010, a expectativa é incluir a laranja dentro no sistema”, enfatizou.

De acordo com Ribeiro, por meio da produção integrada, foi possível aumentar a produtividade em 20% e reduzir o uso de agroquímicos e fertilizantes em 30%. “Utilizamos esses instrumentos apenas quando o nível de incidência de pragas e doenças pode causar danos econômicos à colheita, quando a contagem de predadores é alta ou nos casos em que chuva ou orvalho podem contribuir para a ocorrência de fungos”, explicou.

Nas culturas de grãos, como arroz, soja, café e cereais de inverno, é possível racionalizar o uso de agroquímicos em torno de 40%. Os parâmetros sobre quando o produtor deve usá-los são estabelecidos por meio da adoção de tecnologia preconizada pela pesquisa agropecuária.

A produção integrada não está presente apenas nas frutas. O fazendeiro Hans Jan Groenwold tem uma propriedade de produção de leite em 240 hectares no município de Castro/PR e adota tecnologias como a de bem-estar animal. Ele aderiu ao programa, há um ano e meio, pela necessidade de adequação às normas internacionais. “O Brasil tem se tornado autossuficiente nessa área, o que antes não ocorria, já que tínhamos que importar leite de outros países. Hoje, produzimos 16 mil litros de leite por dia na fazenda e esperamos poder exportar nos próximos cinco anos”, enfatizou.

Sistema Agropecuário de Produção Integrada - Na América do Sul, a Argentina foi o primeiro país a adotar o sistema de Produção Integrada de Frutas (PIF), em 1997, seguida do Uruguai e Chile. Entre 1998 e 1999, surgiram atividades semelhantes no Brasil. Hoje, existem 32 projetos em andamento nas áreas de fruticultura, horticultura, floricultura, plantas medicinais, grãos, pecuária, raízes, difusão de informações e transferência de tecnologias, que abragem 42 culturas, em 18 unidades da federação.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink